Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Curiosidades

África realiza transplante de pênis e pensa em corrigir disfunção erétil



Médicos da África do Sul realizaram com sucesso o primeiro transplante de pênis do mundo, em um jovem que teve seu órgão amputado após problema em um ritual de circuncisão, informou o hospital responsável nesta sexta-feira (13).

O transplante de nove horas de duração, que aconteceu em dezembro do ano passado, foi parte de um estudo piloto do hospital Tygerberg, na Cidade do Cabo, e da Universidade Stellenbosch para ajudar muitos homens que perdem seus pênis em rituais de circuncisão mal-feitos todos os anos.

A cirurgia só foi divulgada nesta sexta, meses após sua realização, depois que os médicos verificaram que o paciente se recupera bem.

“Esta é uma situação muito séria. Para um jovem de 18 ou 19 anos a perda do órgão pode ser profundamente traumática”, disse em nota Andre van der Merew, chefe da unidade de urologia da universidade, que comandou a operação.

O jovem paciente teve recuperação total do órgão, disseram os médicos, adicionando que o procedimento eventualmente pode ser ampliado para homens que perderam o pênis por conta de câncer ou como última alternativa para problemas de disfunção erétil.

Achar um doador de órgão foi um dois maiores desafios para o estudo, disse a universidade em nota. O doador foi um falecido que doou seus órgãos para transplante.

Outros nove pacientes vão receber transplantes penianos como parte do estudo, de acordo com os médicos, mas ainda não está definido quando as operações vão acontecer

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente