Dutch  English  French  German  Italian  Portuguese  Russian  Spanish

300 por hora

AMG GT é o novo rei dos esportivos nas pistas de Nurburgring

Foto/Divulgação
Mário Camargo, Edição

Cerca de seis meses atrás, a Mercedes-Benz declarou que não estava interessada em bater recordes de velocidade no circuito de Nurburgring, na Alemanha. Nas palavras do chefe da divisão esportiva AMG, Tobias Moers, a única exceção que a marca abriria seria para o hipercarro One. Mas parece que o jogo virou.

Há cerca de um mês, o cupê AMG GT 63 S tornou-se o carro de quatro lugares mais rápido a cumprir a volta na célebre pista alemã. E agora a Mercedes conseguiu bater um novo recorde. Desta vez, com o AMG GLC 63 S.

O utilitário-esportivo fabricado pela divisão AMG conseguiu completar o trajeto de 20,8 km da Nordschleife em 7 minutos e 49,369 segundos. Ao volante, estava o engenheiro de desenvolvimento da Mercedes-AMG, Markus Hofbauer. Ele conseguiu a proeza já em sua primeira tentativa.

Com isso, o GLC 63 S tornou-se o SUV de produção em série mais rápido nesse percurso. E desbancou o Alfa Romeo Stelvio Quadrifoglio, que havia conseguido o tempo de 7 minutos e 51,7 segundos em 2017.

Os dois SUVs têm potências muito parecidas: o GLC 63 S entrega 503 cv e o Stelvio, 505 cv. Mas enquanto o modelo Mercedes-AMG usa um motor V8 4.0 biturbo, o Alfa Romeo tem um propulsor bem menor, um V6 biturbo de 2,9 litros. A diferença de torque, porém, é maior: o GLC 63 S tem 71,38 mkgf e o Stelvio, “apenas” 61,18 mkgf.

Mas é claro que a briga não termina aí. É bem provável que outros concorrentes do segmento dos SUVs se esforcem para bater esse recorde. Lamborghini Urus e o futuro Porsche Cayenne Turbo S E-Hybrid são bons candidatos.

COMPARTILHE