Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mundo

Argentina atropela ONU e põe Hisbolá como terrorista

Bartô Granja, Edição

Autoridades argentinas designaram o movimento libanês Hisbolá uma organização terrorista, e determinaram o congelamento de todos os ativos financeiros pertencentes ao grupo.

“Estou ordenando o congelamento de ativos da organização terrorista Hisbolá, sua ala militar e seu líder”, disse na quinta-feira Mariano Federici, chefe da Unidade de Inteligência Financeira da Argentina (UIF-AR), parte do Ministério das Finanças do país.

A Argentina seguiu anteriormente as diretrizes da ONU sobre organizações terroristas e não tinha sua própria lista de tais grupos. No entanto, as Nações Unidas não reconhecem o Hisbolá como um grupo terrorista.

A decisão do país latino-americano de criar sua própria lista de organizações terroristas está marcada para o 25º aniversário do violento ataque ao centro comunitário da Associação Israelita Mútua da Argentina (conhecida por sua sigla AMIA) em Buenos Aires em 1994.

O ato terrorista deixou 85 mortos e centenas de feridos. A Argentina acusou o Hisbolá de realizar o ataque, mas o grupo negou ter algum papel nisso. Também acredita-se que o Hisbolá esteja por trás de um ato terrorista contra a embaixada israelense em Buenos Aires em 1992, que matou 29 pessoas e deixou mais de 200 feridos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente