Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Veículos

Aston Martin aposta nos elétricos, mas mantém o V

Foto/Divulgação
Mário Camargo, Edição

Em tempos de cerco cada vez mais feroz aos motores a combustão, a Aston Martin pretende manter vivo seu motor de 12 cilindros em V. Não que a montadora britânica tenha abdicado da corrida pelos carros elétricos. Pelo contrário. No Salão de Xangai, na China, a empresa lançou o Rapide E, de propulsão elétrica. Mas, em entrevista à Top Gear, o vice-presidente da empresa, Marek Reichman, disse que o V12 é “um dos corações” da marca.

Segundo Reichman, está cada vez mais difícil cumprir os limites de emissões impostos pela legislação. Mas, apesar disso, ele acredita que a Aston Martin tem capacidade de manter os motores V12 em linha.

Atualmente, o DB11 e o DBS Superleggera são equipados com motor 5.2 V12 biturbo. Além deles, a família Aston Martin V12 em breve irá crescer. A marca prepara a chegada do hiperesportivo híbrido Valkyrie. O modelo deverá ter um propulsor 6.5 V12 de aspiração natural. Fornecido pela Cosworth, rende 1.000 cv. Adicionalmente, um motor elétrico contribuirá com mais 160 cv.

Os novos RB 003 e Vanquish, que foram recentemente apresentados no Salão de Genebra, na Suíça, ficarão abaixo do Valkyrie na linha Aston. Ambos receberão motores V6 biturbo.

A Aston Martin não é a única fabricante fiel ao motores V12. A italiana Lamborghini tem anunciado que deve manter seus 12 cilindros bem vivos nos futuros lançamentos. De acordo com a marca, eles deverão trabalhar em conjunto com alguma forma de eletrificação, para garantir obediência aos limites de emissão e economia.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente