Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

Austrália prende 16 traficantes brasileiros



Dezesseis brasileiros foram presos na Austrália acusados de tráfico de drogas. De acordo com a polícia, eles fazem parte de uma quadrilha que selecionava estudantes para contrabandear cocaína escondida no forro das malas de viagem.  A Polícia Federal, a Comissão contra o Crime e a Alfândega australianas desbarataram a quadrilha após 15 meses de investigações. Dos 23 presos, 16 são brasileiros.

A operação denominada Lima Exposure apreendeu cerca de 15 Kg de cocaína, no valor estimado de US$ 5 milhões. “Esse grupo foi desmantelado”, garantiu o coordenador regional contra o crime, superintendente David Hutchinson.

Os estudantes eram usados como “mulas” para levar a droga para a Gold Coast, no Estado de Queensland, uma localidade popular pelas praias, festas e consumo de entorpecentes. Eles teriam recebido US$ 15 mil para transportar a cocaína. Se condenados, os brasileiros podem pegar prisão perpétua.

De acordo com Hutchinson, quatro pessoas foram detidas nos aeroportos de Brisbane e Sydney, entre março e setembro do ano passado, carregando entre 2 Kg e 4 Kg de cocaína. Em setembro, um homem também foi preso tentando viajar com US$ 112 mil em dinheiro, supostamente ligado ao contrabando.

A polícia ainda prendeu duas pessoas nesta quarta, em consequência de uma operação realizada em novembro, que apreendeu mais de 1 Kg de cocaína. Dois outros acusados já teriam fugido para o Brasil, mas os australianos esperam prendê-los com a ajuda da Polícia Federal brasileira.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente