Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Bizu

Baiano trilha caminho da calúnia e difamação

Foto/Arquivo Notibras
Antônio Albuquerque

Wellinton Baiano Moraes e seu chefe Ibaneis Rocha (MDB) já sabem que mentira tem prazo de validade. E que a verdade é eterna. Apesar disso, Baiano volta a trilhar o perigoso caminho da calúnia e difamação, ao tentar atingir jornalistas com passagens pela Folha de S.Paulo, Estadão, Veja e Globo com falsidades. Baiano passou uma temporada na Penitenciária da Papuda. Foi preso por suposto envolvimento na Caixa de Pandora, maior escândalo de corrupção da história de Brasília. Baiano trocou o jornalismo pela publicidade quando viu frustrado seu sonho de trabalhar para um grande jornal. Agora, mesmo fora das redações, Baiano, secretário de Comunicação do Governo do Distrito Federal, foi informado da verdade. O projeto da Constituinte não é uno. É quíntuplo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente