Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

Balança comercial tem déficit de US$ 199 mi no 3º balanço



A balança comercial registrou déficit (exportações menores que importações) de US$ 199 milhões na terceira semana de março.  O saldo negativo refere-se a US$ 3,677 bilhões em exportações e US$ 3,876 bilhões em importações. No ano, a balança está deficitária em US$ 6,288 bilhões. De janeiro a março do ano passado, o déficit somava US$ 6,256 bilhões. Os dados foram divulgados hoje (23) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

A média diária (volume financeiro por dia útil) das exportações até a terceira semana de março ficou em US$ 748,7 milhões, com queda de 19,3% ante a março de 2014. A retração foi puxada pelos produtos básicos que, sozinhos, tiveram queda de 32% na média diária, por causa, principalmente, de minério de ferro, soja em grão, petróleo bruto e carnes bovina, suína e de frango.

Para os  produtos manufaturados, a retração foi 8,2%, causada principalmente por aviões, açúcar refinado, máquinas para terraplanagem, autopeças, motores para veículos, motores e geradores e polímeros plásticos. Já o faturamento com os itens semimanufaturados cresceu 4,2%, em função de ferro fundido, ouro, açúcar bruto, ligas de ferro, madeira, celulose e catodos de cobre.

Nas importações, a média negociada na primeira semana de março foi US$ 766,9 milhões, com queda de 16,8% em relação à registrada para março de 2014. Houve queda nos gastos com adubos e fertilizantes (37,3%), automóveis e partes (28%), borracha (25,3%), equipamentos mecânicos (23,8%) e farmacêuticos (22,3%).

Mariana Branco, ABr

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente