Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Educação financeira

Banco Central fecha lacuna abandonada pelo BRB

Publicado

Foto/Imagem:
Carolina Paiva, Edição

Se o BRB (o banco da cidade que deveria cuidar de todo mundo) não faz, o Banco Central corre para fazer. Para isso, os gestores de escolas públicas que atendem o ensino fundamental têm até o dia 31 deste mês para inscrever as instituições no programa Aprender Valor. Por meio dele, o Banco Central, em parceria com a Secretaria de Educação, oferecerá dinâmicas de educação financeira, promovendo uma formação consciente, autônoma e sustentável.

A proposta para preencher essa lacuna aberta pelo BRB é que a educação financeira seja realizada dentro das aulas de matemática, língua portuguesa e ciências humanas. Atividades lúdicas prometem atuar como um apoio aos conteúdos curriculares obrigatórios, focando em três pilares: planejamento, poupança e crédito responsável.

O programa trabalha com letramento financeiro, a partir das necessidades do dia a dia escolar. Assim, para implementação e aplicação dos projetos, profissionais da educação inseridos nas escolas cadastradas terão acesso a uma formação específica com certificado da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Os educadores também terão módulo de estudo sobre educação financeira pessoal. Além da formação dos profissionais, as escolas receberão suporte com a disponibilização de materiais de auxílio no formato de projetos escolares e avaliações de aprendizagem.

O investimento para essa iniciativa é fruto do Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD), do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Publicidade
Publicidade