Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Barcos encerra jejum e Grêmio vence a primeira fora de casa

Publicado

Foto/Imagem:


Barcos terminou com o jejum particular de gols da melhor forma. Neste domingo, na Arena Condá, o camisa 9 marcou duas vezes e garantiu a vitória do Grêmio em cima da Chapecoense, em partida válida pela quarta rodada do Brasileirão: 2 a 1. Tiago Luis descontou. Criticado pela torcida nas últimas semanas, o centroavante levou o time dirigido por Enderson Moreira ao primeiro êxito como visitante no campeonato.

O resultado, de quebra, empurra o Grêmio para perto do topo da tabela. Com sete pontos, o time gaúcho chega ao quinto lugar. Já a Chapecoense, que ensaiou pressão no primeiro tempo, fica com apenas um ponto e segue sem marcar dentro do seu estádio.

A vitória do Grêmio em Santa Catarina não foi absoluta. Efetivo, o tricolor foi acuado no começo da partida e ainda levou bola na trave na etapa final. Marcelo Grohe também fez duas grandes defesas e foi importante para o triunfo. Rodriguinho, que botou Luan no banco, oscilou mas cobrou o escanteio que terminou com o primeiro gol de Barcos.

A Chapecoense começou o jogo com tudo e obrigou o goleiro Marcelo Grohe a trabalhar. Em 20 minutos, os donos da casa chegaram com perigo em três oportunidades e em duas delas o camisa 1 do Grêmio salvou o time.

Sem a posse de bola, a equipe dirigida por Enderson Moreira ficou acuada. A pressão vinha pelos lados do campo e o setor ofensivo demorou 25 minutos para criar um oportunidade. Dudu, em tabela com Barcos, chutou de bico. Mas não fez.

A finalização do camisa 7 foi um marco. A partir dali, o Grêmio encaixou a marcação e chegou mais ao ataque. Tanto que aos 30 minutos, Barcos fez o que tanto se espera dele. Após cobrança de escanteio de Rodriguinho, Alán Ruiz escorou e o centroavante girou para marcar.

Centro das críticas da torcida após a eliminação na Libertadores, e na mira do Boca Juniors, Barcos desencantou após cinco jogos. A última bola na rede do argentino havia sido contra o Nacional-URU, em 10 de abril.

O gol deu mais tranquilidade ao Grêmio, que fechou o primeiro tempo criando mais uma chance de gol e sem tantos sustos defensivos.

Mas na etapa final começou igual ao pontapé inicial do confronto. Com menos de dois minutos a Chapecoense acertou a trave de Grohe. E André Paulino só não marcou porque a bola bateu no joelho de Bressan, quase em cima da linha.

Só que a busca pelo empate deixou o Grêmio com mais espaço. Os lançamentos longos passaram a alimentar um ataque que já contava com Luan – que entrou na vaga de Alán Ruiz. E o camisa 26 foi o autor do passe para Dudu. Que depois serviu Barcos. E o gringo, por fim, cortou um zagueiro para liquidar com a partida logo aos 19 minutos: 2 a 0.

Quando o escore parecia garantido, Marcelo Grohe deu rebote e Tiago Luis descontou: 2 a 1, mas sem tempo para mais nada.

Na próxima rodada, o Grêmio recebe o Fluminense na Arena, às 16h de domingo. A Chapecoense visita o Atlético-PR no mesmo dia e horário.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade