Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Rastro e sangue

Biden reforça artilharia pesada da Ucrânia contra Rússia

Publicado

Foto/Imagem:
Antônio Albuquerque, Edição - Foto Reprodução

Os Estados Unidos podem enviar até 50 tanques pesados ​​M1 Abrams para a Ucrânia, com a decisão provavelmente a ser anunciada nesta quarta-feira, 25, informou a agência de notícias turca, citando uma autoridade dos EUA.

O oficial não identificado disse que o pacote incluiria “um número de tanques do tamanho de um batalhão”, que consistiria de 30 a 50 máquinas de guerra.

Na terça-feira, a mídia noticiou que Washington poderia anunciar ainda nesta semana a entrega de um “número significativo” de tanques M1 Abrams para a Ucrânia. O anúncio faria parte de um acordo mais amplo com a Alemanha, que se comprometeria a fornecer um pequeno número de seus tanques Leopard 2 também para a Ucrânia.

A Ucrânia solicitou pelo menos 300 tanques de guerra de seus doadores ocidentais, considerando-os uma virada de jogo no conflito com a Rússia.

Os tanques Abrams são veículos complicados que requerem manutenção e sustentação adequadas, disse o secretário de imprensa do Pentágono, Pat Ryder. le se recusou a comentar sobre como o treinamento nos tanques Abrams funcionaria caso os EUA decidissem fornecê-los.

Os países ocidentais aumentaram seu apoio militar à Ucrânia depois que a Rússia lançou uma operação militar especial lá em 24 de fevereiro de 2022, respondendo a pedidos de ajuda das repúblicas separatistas de Donetsk e Luhansk.

Em abril, Moscou enviou uma nota aos estados membros da OTAN condenando sua assistência militar a Kiev. O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, alertou que qualquer carregamento de armas em território ucraniano seria “alvo legítimo” para as forças russas.

Publicidade
Publicidade