Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Bizu

Bolsonaro chama aliados para ver rumos do Aliança

Pretta Abreu

Bolsonaro tem uma reunião marcada com a cúpula do ainda em construção Alianço pelo Brasil para o início de dezembro. O presidente espera ouvir de Luiz Felipe Belmonte, por exemplo, que o partido é viável e que estará em condições de disputar as eleições de 2022.  O medo do capitão é não ter um partido organizado para alavancar sua reeleição. Belmonte, vice-presidente da futura legenda, está tranquilo. Seus assessores garantem que ele tem corrido contra o tempo, numa articulação ferrenha com Admar Gonzaga, secretário-geral do projeto partidário, para organizar o Aliança nos estados, a quem atribuiu, inclusive, a missão de aparar arestas entre diferentes correntes que disputam a cereja do bolo a nível regional. Belmonte sabe que a preocupação de Bolsonaro aumentou a partir do ‘não’ de Marcos Pereira para entregar o Patriota de mão beijada. E avalia, consequentemente, que a hora de alavancar o Aliança nunca esteve tão próxima.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente