Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

Bolsonaro começa a perder espaço com policiais

Bartô Granja, Edição

Para Luís Antônio Boudens, presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Jair Bolsonaro (sem partido) vem perdendo seu tradicional apoio dos policiais brasileiros e deve chegar nas eleições de 2022 com a fidelidade da categoria comprometida.

Essa perda gradual de simpatizantes ocorre principalmente depois de a categoria ter sido incluída em uma proposta de congelamento de salários nos próximos anos. “Acredito que o presidente chega nas eleições 2022 com menos de 20% do apoio da categoria”, disse Boudens, em entrevista à BBC News Brasil.

Nas últimas semanas, Boudens tem liderado, junto a outras associações de policiais, uma série de manifestações contra o governo Bolsonaro. O grupo forma a União de Policiais do Brasil (UPB).

O policial também falou da preocupação da categoria com a morte de agentes por covid-19 diante do acúmulo de operações policiais autorizadas pela Justiça durante a pandemia.

Também comentou a falta de interlocução dos policiais federais com o deputado Eduardo Bolsonaro, que é escrivão da corporação e já defendeu a categoria em várias oportunidades. “Hoje não existe mais nenhuma conversa”, acentua. Na entrevista, Boudens questionou, por fim, a política do governo Bolsonaro de facilitar o acesso a armas de fogo. “Para o policial, uma população armada não é uma coisa boa”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2021 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente