Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

Bolsonaro leva Moro a tira-colo e cala Candinhas

Pretta Abreu

Enquanto velhas ‘Candinhas’ com seus cotovelos em janelas desgastadas futricam desavenças entre Jair Bolsonato e Sérgio Moro, o presidente da República coloca seu ministro da Justiça debaixo do braço e aparece ao vivo para todo o País, mostrando que os dois estão sempre juntos, como unha e carne.

Foi o que aconteceu mais uma vez nesta quinta, 8, na live semanal de Bolsonaro, tendo ao lado Sérgio Moro. O presidente antecipou, na ocasião, que pedirá ao ao senador Davi Alcolumbre que coloque na pauta de votação a proposta que reduz a maioridade penal (de 18 para 16 anos) para crimes hediondos. “Vou pedir isso ao presidente do Senado. Tenho certeza de que ele vai empunhar essa bandeira”, disse Bolsonaro.

A proposta de emenda à Constituição (PEC) que trata da redução de maioridade penal está em tramitação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. A PEC reduz a maioridade penal no Brasil nos casos de crimes hediondos, homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte.

Em seguida, Bolsonaro defendeu o pacote anticrime e passou a palavra a Moro. O ministro citou alguns pontos do projeto, dentre eles uma maior segurança jurídica para aqueles que agirem em legítima defesa e o fim do benefício a detentos conhecido como “saidão”, em situações específicas. “[Por exemplo,] o pai que matou a filha ser beneficiado no saidão do Dia dos Pais. O projeto acaba com isso”, disse ele. Outra proposta é impedir a progressão de pena para detentos vinculados a organizações criminosas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente