Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

Bolsonaro manda Mourão a Bogotá para discutir a crise de Caracas

Foto: Tânia Rêgo/ABr
Antônio Albuquerque

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, estará na Colômbia na segunda-feira (25) onde representará o Brasil no Grupo de Lima (que reúne 14 países), em um encontro comandado pelo presidente colombiano, Iván Duque, para discutir a situação na Venezuela. O vice-presidente norte-americano, Mike Pence, participará da reunião. México, Uruguai e Bolívia não estarão presentes.

Mourão foi ‘convocado para a missão’ pelo presidente Jair Bolsonaro. O vice-presidente levará a posição oficial do Brasil sobre a questão venezuelana, que, em princípio, descarta uma intervenção militar conjunta para tentar tirar Nicolás Maduro do poder.

“Por determinação do presidente @jairbolsonaro estarei na segunda-feira, 25, em Bogotá, na Colômbia, para representar o Brasil na reunião do Grupo de Lima. Discutiremos os desdobramentos da crise na Venezuela, que fechou sua fronteira hoje (21) com nosso país”, postou Mourão em sua conta no Twitter.

A reunião foi convocada após Nicolás Maduro anunciar o fechamento da fronteira com o Brasil. Com a decisão do presidente da Venezuela, aumenta a dificuldade para o repasse de ajuda humanitária, organizada pelo Brasil, que instalou duas centrais de distribuição em Boa Vista e Pacaraima, em Roraima.

A crise humanitária e o agravamento da situação política e econômica na Venezuela levaram o Brasil e 11 dos 14 países que integram o Grupo de Lima a reconhecer como presidente interino, Juan Guaidó, considerado pelo Palácio do Planalto o governante legítimo do país vizinho.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente