Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Esportes

Botafogo vence, respira e deixa pressão para Chapecoense

Foto/EstadãoConteúdo
Mário Camargo, Edição

O Botafogo deu um importante passo para se manter na elite do Campeonato Brasileiro na tarde desta quinta-feira ao levar a melhor no confronto direto contra a Chapecoense. Em plena Arena Condá, na casa do time catarinense, a equipe carioca venceu os donos da casa por 1 a 0, pela 34ª rodada.

No fim de semana, o Botafogo tinha vencido o Flamengo, por 2 a 1, e com a segunda vitória seguida coloca o Botafogo na 11ª colocação, com 44 pontos, sete a mais que a Chapecoense, primeiro time dentro da zona de rebaixamento. O time catarinense ainda corre o risco de ser ultrapassado pelo América-MG no complemento da rodada.

Como já era esperando, a Chapecoense começou a partida em cima do Botafogo e criou o primeiro lance de perigo aos 13 minutos. Amaral aproveitou rebote da zaga e bateu de primeira pela linha de fundo. A resposta alvinegra veio na sequência através de Erik O atacante recebeu cruzamento rasteiro de Marcinho e finalizou para fora.

Aos 24, Léo Valencia cobrou escanteio e Joel Carli cabeceou com muito perigo. Já batido no lance, Jandrei apenas acompanhou. Depois disso, a partida ficou bastante concentrada no meio-campo e só foi ganhar em emoção nos minutos finais, quando o Botafogo teve um gol anulado pela arbitragem. Luiz Fernando completou cruzamento, mas a arbitragem assinalou impedimento de Erik na origem do lance.

A etapa final começou fraca e a primeira chance veio apenas aos 15 minutos. Doffo aproveitou sobra e finalizou, mas Igor Rabello evitou o gol. O Botafogo não conseguia ficar com a bola. Aos 25, Diego Torres, que havia acabado de entrar, arriscou de fora da área e mandou por cima. No entanto, o time alvinegro foi cirúrgico dois minutos depois.

Após uma bonita troca de passes, Luiz Fernando recebeu de Leo Valencia e bateu sem chances para Jandrei, aumentando o desespero na Arena Condá. A Chapecoense sentiu demais o gol marcado pelo Botafogo e não conseguia mais oferecer perigo ao goleiro Gatito Fernández. O último susto foi um chute de Diego Torres pela linha de fundo.

Os dois times voltam a campo no próximo domingo, pela 35ª rodada A Chapecoense enfrenta o Grêmio, às 19 horas, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, enquanto o Botafogo recebe o Internacional, às 17 horas, no Engenhão, no Rio de Janeiro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente