Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Roteiro de quem entende

Brasília, centro político, tem seu lado geopoético

Publicado

Foto/Imagem:
Carolina Paiva, Edição

Despertar o olhar de viajantes e habitantes da capital de todos os brasileiros, para as marcas – em seu espaço social urbano – da história e dos mitos que envolveram a fundação de Brasília, inaugurada em 1960 pelo presidente Juscelino Kubitschek. Esse é o desafio lançado pela escritora e jornalista Amneres Santiago ao apresentar o seu Roteiro Geopoético de Brasília.

Na visão de Amneres, Brasília é um imenso museu nos campos do urbanismo, da arquitetura e da arte. Um museu a céu aberto e um museu interior, com inúmeros tesouros guardados em seus palácios, memoriais e espaços culturais. De maneira inédita e inovadora, a autora formatou esse Guia Turístico com cinco percursos que compõem o Roteiro, buscando revelar (dentro de uma perspectiva de pesquisa histórica) toda essa riqueza para os visitantes e moradores da cidade.

O Distrito Federal tem um PIB aproximado de R$ 273 bilhões, dos quais apenas 2,5% provêm de atividades características do turismo, o que mostra quão pouco representativo ainda é o turismo e quão desconhecida é Brasília para os próprios brasileiros, uma cidade única, templo do Modernismo urbanístico e arquitetônico, tombada triplamente (pela Unesco, pelo Iphan e pelo GDF) como Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade. O Roteiro Geopoético de Brasília propõe-se a suprir essa lacuna.

Escritora, jornalista e mestra em Turismo, Amneres Santiago é uma paraibana-candanga com dez livros publicados em Brasília, cidade onde vive desde 1979. Na Universidade de Brasília, graduou-se em Letras e em Comunicação Social, na década de 80 e, em 2015, voltou à UnB para fazer Mestrado em Turismo.

Amneres mantém um blog onde publica textos, poemas e crônicas de sua autoria, sob o título Diário de Viagem. Ela também está à frente da Dois Eixos, empresa que atua nas áreas de Turismo e Viagens e de Edições e Publicações. Seu Roteiro Geopoético de Brasília, que nasceu de pesquisa para a Dissertação de Mestrado desenvolvida na UnB, é o segundo livro publicado pela Dois Eixos, em parceria com a Tagore Editora. O primeiro foi a autobiografia Carlos Sant`Anna – A Vida é Processo e Destino.

Publicidade
Publicidade