Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Visita ao Zoo

Buuu. É brincadira; animais noturnos são de paz

Publicado

Foto/Imagem:
Catarina Loiola/Via Agência Brasília- Foto Divulgação

Que “a noite é uma criança”, todo mundo sabe, mas engana-se quem pensa que só os humanos aproveitam o momento. Está de volta o projeto Zoo Noturno, promovido pela Fundação Jardim Zoológico de Brasília (FJZB) para mostrar ao público a vida dos bichos quando o dia chega ao fim. Suspenso desde 2020 devido à pandemia, o programa terá o retorno oficial nesta terça (21).

O passeio ocorre depois das 19h, às terças e quintas-feiras, com limite de 40 vagas por dia e valor de R$ 30 por pessoa. Para participar, é preciso agendar a visita pelo e-mail [email protected] e ter mais 8 anos de idade. Em cada tour, podem participar grupos de quatro a oito pessoas da mesma família.

“O programa Zoo Noturno existe há mais de 20 anos, mas em 2019 foi reformulado para ser mais interativo com os animais”, explica o gerente de Projetos Educacionais do Zoo, Igor Morais. “E a interação é positiva para os dois lados, porque não atrapalha a rotina dos animais e gera o sentimento de conexão nas pessoas com os bichos e a natureza.”

Especialista na vida animal, Igor acompanha a turma de visitantes durante o passeio, junto a outro educador e uma equipe de vigilância. Toda a experiência dura, em média, duas horas e meia, com um roteiro predeterminado e abordagem didático-pedagógica sobre a vida dos bichos, origem, características das espécies e demais informações – como alerta quando existe a possibilidade de extinção.

O passeio
Os visitantes também vivenciam situações de manejo dos cuidadores com os animais. “O trabalho desenvolvido no Zoo tem foco, principalmente, no bem-estar, conservação e qualidade de vida das espécies”, resume Igor.

O ponto de partida do roteiro é a Superintendência de Educação e Uso Público do Zoo, com os avisos iniciais aos participantes. De lá, a turma vai para a Galeria África, onde os animais são ativos tanto durante o dia quanto à noite. Em seguida, visitam as onças, as serpentes, o lobo-guará, o tamanduá-bandeira, gatos-do-mato e muitos outros bichos com maior atividade noturna.

Também é possível acompanhar parte da rotina de animais de vida livre, como capivaras, cutias, jacarés e tartarugas que vivem no lago do zoo. Por fim, há a oportunidade de alimentar e acariciar as antas. As visitas, pondera o gerente de Projetos Educacionais, fazem parte dos cuidados a que os animais já estão acostumados.

“O Zoológico de Brasília é um dos sete zoos no Brasil que não prendem os animais sob seus cuidados nas áreas de manejo durante a noite”, revela o gestor. “Desta forma, os animais têm o direito de escolher ficar na parte do recinto onde os visitantes os veem ou procurar abrigo dentro da área de manejo”. Animais que preferem o dia não são incomodados, como a maioria dos macacos e das aves.

Quer participar?
Na semana passada, entre quarta-feira (14) e domingo (19), o Zoológico de Brasília recebeu mais de 500 e-mails com manifestação de interesse. Após o envio do pedido de participação, o interessado receberá um formulário com as instruções da visita. O agendamento só é confirmado depois do reenvio do formulário devidamente preenchido, no mínimo, cinco dias antes da visita.

A triagem das mensagens recebidas ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Caso ocorra algum problema no dia escolhido, como chuva, nebulosidade e outras condições climáticas adversas, a visita será remarcada.

Zoo Noturno
→ Agendamento: [email protected]
→ Terças e quintas-feiras, a partir das 19h
→ Valor: R$ 30
→ Em caso de dúvidas, basta ligar para (61) 3445-7007.

Publicidade
Publicidade