Dutch  English  French  German  Italian  Portuguese  Russian  Spanish

Versão 2019

Camaro ganha ajeitada geral no traje para voltar ao mercado

Foto/Divulgação
Hairton Ponciano

O Camaro 2019 chega às lojas no início do ano que vem com pequenas alterações. Em termos mecânicos, a maior novidade é o câmbio automático de dez marchas, no lugar do anterior, de oito velocidades. Com isso, ele se iguala ao arquirrival Ford Mustang.

Além disso, as principais novidades estão no visual. O esportivo da Chevrolet recebeu uma leve reestilização de “meia vida”. O modelo de sexta geração, lançado em 2016, ganhou alterações na frente (faróis de LED, para-choque, grade e capô) e traseira (lanternas e para-choque).

A empresa não divulgou os preços do esportivo, que será oferecido na versão SS com carroceria cupê e conversível. No entanto, de acordo com o diretor de marketing da Chevrolet, Hermann Mahnke, não deverá haver grandes alterações em relação ao preço atual (R$ 315 mil o cupê e R$ 350 mil o conversível).

A dianteira perdeu alguns cromados e ganhou área mais escura. E a gravata, símbolo da Chevrolet, agora é vazada. Segundo Hermann Mahnke, mais que um recurso estético, a abertura permite melhor refrigeração do motor 6.2 V8 – que, a propósito, não mudou. Ele manteve os 461 cavalos de potência e 62,9 mkgf de torque. Traz recursos como injeção direta e sistema de desligamento de quatro dos oito cilindros, mas preserva atrasos como bloco de ferro e duas válvulas por cilindro.

O capô tem novas saídas de ar, agora centro do carro. Antes, elas ficavam nas laterais. As novas lanternas de LED na traseira são formadas por dois conjuntos, e o para-choque ganhou um rebaixo para acomodá-las. As rodas de aro 20 foram redesenhadas, e no modelo conversível elas são pretas. Os pneus são runflat (podem rodar mesmo furados, por algum tempo).

Apesar das duas marchas adicionais, o desempenho não foi alterado. O maior benefício está nas trocas mais suaves e quase imperceptíveis, especialmente no modo passeio. Além dele, o carro pode ser programado para os modos esporte e pista. Uma novidade é a inclusão do launch control, o controle de largada, até agora disponível apenas na versão ZL1. Ela permite saídas mais vigorosas, com menos patinação de pneus.

Além do launch control, o Camaro 2019 permite “fritar” pneus traseiros para melhorar a aderência em provas de arrancada, como o concorrente da Ford.

A avaliação, feita em pista fechada no interior de São Paulo, serviu para demonstrar que o esportivo continua impetuoso nas acelerações. A Chevrolet informa 0 a 100 km/h em 4,2 segundos. Graças ao freios Brembo, o modelo de 1.709 kg transmite muita confiança ao motorista, mesmo nas frenagens fortes. A carroceria apresenta uma leve inclinação em curvas feitas no limite, mas nada que comprometa a segurança ou a estabilidade do veículo.

O Camaro tem boas acomodações nos bancos dianteiros, mas os traseiros são muitos apertados. Na prática, o esportivo é um carro para dois ocupantes, ao contrário do Mustang, que acomoda bem melhor passageiros no banco de trás.

O carro ganhou também a terceira geração do sistema multimídia My Link. A tela de 8″ agora oferece imagem de maior resolução, e permite acesso aos controles de ar-condicionado. É possível também alterar a iluminação ambiente. São 24 cores, incluindo tons degradê.

Outra novidade no interior é imagem da câmera traseira projetada diretamente no retrovisor interno. Ela é útil porque consegue compensar a falta de visibilidade do modelo. Os bancos de couro dispõem de ajustes elétricos, ventilação e aquecimento. Há também oito air bags.

O Camaro estará disponível em seis opções de cores, incluindo um tom de amarelo bem forte. As outras são azul, laranja, vermelho, preto e branco. De acordo com as estimativas do diretor de marketing da Chevrolet, Hermann Mahnke, a versão cupê deverá concentrar 80% das vendas, ficando a conversível com apenas 20%.

COMPARTILHE