Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Terno da posse

Cavalo paraguaio em 2018, Ibaneis é pule de 10 em 2022

Publicado

Foto/Imagem:
Pretta Abreu - Foto José Cruz

Tido como cavalo paraguaio em 2018, mas que provou ser puro sangue ao atropelar todo mundo na raia e receber a faixa de governador, Ibaneis Rocha (MDB) tem tudo para repetir o feito no próximo dia 2. Agora sobre uma suntuosa sela de um cavalo árabe, ele vai a galope, levando no alforje 46% das intenções de votos, conforme indica a pesquisa de terça, 6, do Ipec.

Contratado pela Globo, o levantamento tem uma margem de erro de 3%, para mais ou para menos. Na pior das hipóteses ele já está no segundo turno, mas também nessa eventualidade atropelará os adversários (Paulo Octávio, do PSD e Leila Barros, do PDT, com 9%, seguidos de Leandro Grass, da Federação PV-PT-PCdoB, com 8%) que hoje têm pontuações insignificantes.

As chances, muito remotas, de o quadro ser alterado, são as seguintes: PO mostrar com quantos tijolos se enche uma urna; Leila dar um saque certeiro e ir bloquear na rede, do tipo de quem bate escanteio e corre para a área para cabecear; e – o que é mais promissor – o PT fazer mea culpa e assumir que Leandro, o candidato do partido, tem o número 43,  e não 13,

Nada além disso pode abalar as estruturas da campanha de Ibaneis, salvo se, com as asas cortadas de Izalci (PSDB), o povo vá às ruas e grite em defesa de uma dama para que Brasília tenha sua cidadania resgatada. Essa decisão, aliás, pode ser tomada até 20 dias antes da eleição. Mas, pelo andar da carruagem, a reeleição é pule de 10. A propósito: o nível de confiança da pesquisa é de 95%. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR-08466/2022.

Publicidade
Publicidade