Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


2 a 1

Ceará bate Santos, quebra jejum sem vitórias e respira

Publicado

Foto/Imagem:
Antônio Albuquerque, Edição - Foto Felipe Santos

O Santos,  jogando na Arena Castelão, perdeu para o Ceará por 2 a 1 na 26ª rodada do Brasileirão, neste sábado, 10. Com o resultado, o Peixe completa três jogos consecutivos sem vitória e fica mais distante da luta por uma vaga na Libertadores. O Ceará, por sua vez, mostra alívio, se afasta provisoriamente da zona de rebaixamento e volta a ganhar após sete jogos.

A torcida do Ceará pôde comemorar logo no início do jogo. Em sua primeira tentativa promissora, a equipe de Lucho González conseguiu uma troca de passes veloz, capaz de deixar Guilherme Castilho livre, às costas da zaga santista. Ao meia só restou empurrar a bola para o funda do gol, aos 6 minutos.

Mesmo com a abertura do marcador, o jogo ficou morno com poucas tentativas de ambos os lados. Mas o Ceará conseguiu novamente pegar a defesa do Santos desprevenida. Bauermann errou o recuo, João Paulo não conseguiu agir e Zé Roberto se aproveitou, driblando o goleiro e ampliando o placar aos 29 minutos.

O primeiro tempo ficou marcado por uma péssima atuação da zaga do Santos, que prejudicou o time com tamanha desordem. O ataque tampouco funcionou. As apostas na velocidade de Soteldo não geraram frutos. A vantagem cearense refletiu-se no marcador, justo com pelo que apresentaram as duas equipes.

No segundo tempo, Lisca prometeu maior ofensividade para reverter a derrota. Aos 11, foi a vez de Rcihard entregar um presente para o Santos. O volante errou na saída de bola e a entregou nos pés de Marcos Leonardo, que descontou o placar.

O gol melhorou o ânimo dos jogadores do Santos, mas a maioria das jogadas nascia e morria nas pontas. As dificuldades de criação se constatavam no baixo número de finalizações. Assim, o Ceará conseguiu segurar a vantagem na reta final e sair com a vitória diante de seus torcedores.

O desempenho do Santos preocupa mais do que o resultado. Para além dos problemas objetivos na zaga, o time mostrou incapacidade de criação pelo meio. Lisca terá de encontrar novas formas de jogo para facilitar a vida de Soteldo e Marcos Leonardo nos jogos restantes da temporada.

O próximo compromisso do Santos é justamente o clássico com o líder Palmeiras, no Allianz Parque. O jogo está marcado para o dia 18 de setembro, domingo, às 18h30. Já o Ceará, no mesmo dia, às 16h, pega o São Paulo em casa.

Publicidade
Publicidade