Curta nossa página


Celina acusa Agnelo de enterrar os motoristas das cooperativas

Publicado

Autor/Imagem:


A deputada Celina Leão (PDT) usou o comunicado de parlamentares desta terça-feira (1) para cobrar do GDF que inclua as Cooperativas de Transporte  do DF no acordo coletivo celebrado com o Sindicato dos Rodoviários.

Cooperativas, que representam seis mil Rodoviários no Distrito Federal ficaram de fora do acordo coletivo feito entre o presidente do Sindicato dos Rodoviários, João Osório, e o governo. As grandes empresas de ônibus darão aos empregados um aumento salarial de 20% e um aumento de 40% na cesta de alimentação, isso depois de negociarem com o governo um reequilíbrio econômico, ou seja, o valor pago aos Rodoviários será repassado pelo governo aos empresários.

“O governo vai subsidiar os grandes empresários em detrimento das cooperativas”, critica a deputada.

Para Celina Leão o Sindicato não pode representar apenas uma parte da categoria. “Todos os Rodoviários prestam serviços à população do DF e são sindicalizados, mas o sindicato esqueceu de representá-los logo na Data Base”, lamenta.

As cooperativas trabalham com profissionais autônomos e não participaram da última licitação do transporte por estarem atuando em licitação, ainda vigente. Celina Leão cobrou uma postura do governo, que ficou de receber um grupo de Rodoviários, para que os seis mil trabalhadores possam ser contemplados com o reajuste salarial, assim como o restante da categoria.

“Se o governo pode atender as grandes empresas, com certeza vai poder atender as pequenas cooperativas, que prestam o mesmo serviço e equivocadamente foram deixadas de fora da tabela”, observa a parlamentar.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2023 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.