Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Solta a grana

Centrão manda e Guedes vira tesoureiro da campanha de reeleição

Publicado

Foto/Imagem:
João Zisman - Foto de Arquivo

A debandada de boa parte do alto escalão do Ministério da Economia pode ser entendida como mais um capítulo do drama que envolve a permanência de Paulo Guedes à frente da pasta. O enfraquecido ministro, que já foi até chamado de Posto Ipiranga do governo, a cada dia mais se parece com uma loja de “inconveniência”. Numa queda de braço permanente com o fisiologismo do Centrão, Guedes amarga mais uma derrota e vai ter que dar jeito no dinheiro do Auxílio Brasil. Em síntese, o Centrão transformou o ministro no mais novo tesoureiro da dificílima campanha de Bolsonaro à reeleição.

Publicidade
Publicidade