Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Três ou quatro anos

China entra na guerra para destruir ameaça de asteroides

Publicado

Foto/Imagem:
Bartô Granja, Edição - Foto Divulgação

Em 2025 ou 2026, a China também deve lançar uma missão experimental que envolveria uma espaçonave observando de perto e depois tomando medidas contra um asteroide.

O que se sabe é que as autoridades chinesas tentam criar um sistema que possa ajudar a proteger nosso planeta de encontros próximos potencialmente perigosos, informa o China Daily.

De acordo com o meio de comunicação, Wu Yanhua, vice-diretor da Administração Nacional do Espaço da China, anunciou que o país está se movendo para desenvolver um sistema de pesquisa e desenvolvimento que reforçaria a capacidade mundial de monitorar e lidar com potenciais ameaças do espaço sideral.

“Faremos planos para o sistema de defesa, desenvolveremos software de simulação de defesa e organizaremos exercícios para procedimentos essenciais. Queremos compartilhar nossas soluções com outros membros da comunidade internacional e trabalhar com outros para salvaguardar a segurança do planeta mãe e seu povo”, disse.

Como Wu havia explicado, o primeiro passo nesse esforço será a criação de uma rede de alerta precoce composta por satélites e instalações terrestres.

“Precisamos categorizar os asteroides próximos da Terra e então analisar o que provavelmente se tornará uma ameaça para a humanidade. Então estudaremos as tecnologias que podem ser usadas para neutralizar os perigos”, acrescentou Wu.

Ele também disse que a administração espacial da China vai lançar uma missão experimental em 2025 ou 2026, que envolveria uma espaçonave observando de perto e depois tomando medidas contra um asteroide.

“Vamos usar o experimento para verificar tecnologias e métodos sobre como desviar um asteroide em direção à Terra”, elaborou Wu. “Isso nos permitirá explorar maneiras de evitar a ameaça de corpos extraterrestres à Terra”.

Publicidade
Publicidade