Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

Chuva volta com força e deixa Rio alagado

Foto/Reprodução
Douglas Corrêa

A chuva forte que atingiu o município do Rio de Janeiro também provocou estragos nas cidades da Região dos Lagos e em Angra dos Reis e Paraty, na Costa Verde. Na capital, o desabamento d parte do teto de um túnel, causou transtornos no trânsito. Não houve vítimas.

A cidade de Arraial do Cabo foi a mais atingida pela chuva forte das últimas horas. Um gabinete de emergência foi montado com a finalidade de receber doações de roupas, alimentos, água, roupas de cama, colchões e material de higiene. Os servidores do serviço de limpeza de rua da prefeitura de Arraial do Cabo estão em vários pontos da cidade, com foco principal nas áreas mais atingidas, como os bairros do Sítio e Prainha.

As aulas chegaram a ser suspensas em toda rede municipal de ensino, devido às ruas alagadas e praticamente intransitáveis. Algumas famílias ficaram desabrigadas e foram alojadas na Primeira Igreja Batista e na Escola Municipal Adolpho Beranger Junior.

Em Cabo Frio, o prefeito Adriano Moreno pediu ajuda ao secretário de Estado de Defesa Civil, coronel Roberto Robadey. A Defesa Civil do município reforçou a equipe para atuar nas emergências. De acordo com a Defesa Civil municipal, duas casas foram interditadas no bairro Jacaré. Em uma delas, o muro e parte de uma parede desabaram. Moradores desabrigados foram levados a uma unidade da Secretaria de Assistência Social.

No bairro Gamboa, parte da encosta do Morro do Telégrafo cedeu. Neste local, a Defesa Civil isolou parte de uma residência e deixou os moradores da vizinhança em estado de atenção. Ainda há bolsões de alagamento na Gamboa, Jacaré, Portinho, Boca do Mato, Porto do Carro, Parque Burle, São Cristóvão, Guarani, Tangará, Grande Jardim Esperança e Tamoios.

As aulas nas escolas da rede municipal também foram suspensas hoje. Na Saúde, o atendimento foi interrompido em alguns postos de emergência.

Em São Pedro da Aldeia, o prefeito Cláudio Chumbinho decretou situação de emergência e instalou um Gabinete de Crise, com o objetivo de mobilizar todos os órgãos municipais para atuarem nas ações de respostas necessárias a minimizar os efeitos causados pela chuva. As secretarias municipais ficarão de plantão até a normalização da Situação de Emergência no município.

A situação em Angra dos Reis no momento é tranquila. Durante a madrugada choveu bastante e o maior volume de chuva foi registrado na Ponta Leste. Não houve feridos e nem há desabrigados ou desalojados na cidade.

Durante toda a manhã equipes da Defesa Civil e da Secretaria-Executiva de Serviço Público trabalharam na Estrada da Ponta Leste, onde foram registrados deslizamentos e quedas de árvores. O tráfego de veículos foi liberado à tarde na Rodovia Rio-Santos (BR-101), interditada hoje cedo, na altura do quilômetro 460, devido a queda de barreira.

Moradores de áreas de risco de 12 bairros receberam mensagem via SMS de saída de suas casas. O alerta permanece devido à previsão de chuva para as próximas horas e saturação do solo. A Defesa Civil de Angra alerta ainda sobre um aviso da Marinha do Brasil a respeito da probabilidade de vento de moderado a forte até as 21h de sábado no litoral sul da região Sudeste. Também é prevista baixa visibilidade para a região.

Em Paraty, houve queda de barreira na altura do bairro Boa Vista e Corumbe e também interdição de um trecho da BR-101. Os sistemas de captação de água foram temporariamente interrompidos nas estações de tratamento.

A prefeitura convocou o Gabinete de Gestão de Crise e decretou estado de alerta no município. As aulas foram suspensas mas deverão estar normalizadas na próxima segunda-feira (20).

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente