Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Curiosidades

Ciência revela novos planetas iguais à Terra

Bartô Granja, Edição

Astrônomos relataram a descoberta de dois candidatos a exoplanetas orbitando uma pequena estrela localizada a 12,5 anos-luz de distância, alegando que eles são os planetas mais semelhantes à Terra já encontrados.

Em um artigo publicado no periódico Astronomy and Astrophysics, os cientistas dizem que os planetas recém-encontrados estão dentro da zona habitável da estrela de Teegarden, considerada uma das menores já mensuradas.

O que dá interesse particular à descoberta é o método incomum pelo qual eles foram descobertos. Em vez do método típico de “trânsito”, quando os planetas são vistos passando em frente à sua estrela, a posição das duas novas descobertas permitiu que fossem detectadas passando em frente ao sol.

Segundo a equipe, os dados servem como indicação clara de sua existência:

“Os dois planetas se assemelham aos planetas internos do nosso sistema solar”, disse Mathias Zechmeister, do Instituto de Astrofísica da Universidade de Göttingen, que detectou os planetas como parte do projeto Carmenes. “Eles são apenas um pouco mais pesados ​​que a Terra e estão localizados na chamada zona habitável, onde a água pode estar presente na forma líquida ”.

Até agora, as observações sugerem que o par pode compartilhar semelhanças com planetas situados mais próximos do Sol em nosso próprio sistema solar.

A descoberta é o mais recente sucesso do projeto Carmenes, que, segundo os cientistas, foi “projetado especificamente para procurar planetas ao redor das estrelas mais leves”.

A estrela de Teegarden é um dos vizinhos mais próximos do nosso sistema solar e foi descoberta em 2003.

Como a maioria das anãs vermelhas e marrons, emite a maior parte de sua energia no espectro infravermelho, com sua temperatura em torno de 2.700 graus Celsius equivalente à metade da do sol.

Devido a essa baixa emissão de radiação, a zona habitável de uma anã vermelha está muito mais próxima de sua estrela hospedeira – tornando-a bastante difícil de ser estabelecida em planetas próximos.

Ainda assim, o sistema contém muitos outros mistérios e, de acordo com especialistas, pode até conter outros planetas além dos dois descritos no novo estudo.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente