Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Curiosidades

Cientistas desvendam mistério do pisca-pisca

Bartô Granja, Edição

Pesquisadores da Universidade de Warwick finalmente conseguiram identificar a causa de um sinal peculiar emitido por um objeto espacial conhecido como NGTS-7, localizado na Via Láctea, que regularmente “pisca”. Os cientistas que estudam esse corpo celeste observaram que a luz emanada por ele se obscurece brevemente a cada 16,2 horas.

Agora os astrônomos determinaram que a NGTS-7 não é apenas duas estrelas de tamanho similar localizadas no mesmo sistema, mas também há um objeto conhecido como uma anã marrom em órbita de uma dessas estrelas, o que causa o escurecimento.

“É impressionante que os astrônomos envolvidos pudessem analisar o sinal complicado desse sistema, desemaranhando a origem da luz misturada da anã marrom e das duas pequenas estrelas jovens”, disse Hugh Osborn, um astrônomo do Laboratoire d’Astrophysique de Marseille, na França.

A fim de realizar essa façanha, os cientistas tiveram que empregar um método que também é usado para detectar exoplanetas. Osborn também disse que enquanto qualquer detecção de uma anã marrom é excitante em si, devido à relativa raridade desses corpos celestes, esta em particular parece especialmente peculiar devido à sua proximidade com sua estrela hospedeira, sem mencionar que “a órbita da anão marrom parece ter ‘girado’ a órbita da estrela “, como os satélites normalmente não têm esse efeito em suas estrelas hospedeiras.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente