Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Saúde

Cinco dicas para uma reeducação alimentar

Roberta Lopes

Grande parte da população começa e termina dietas quase que diariamente. O peso atual e o corpo não agradam, mas a tentação das comidas mais rápidas e muitas vezes vistas como mais saborosas é imensa.

Manter-se em uma dieta não é tarefa fácil, mas tudo depende do que você realmente almeja pra sua vida.

Uma reeducação alimentar pode ser o grande segredo para você finalmente conseguir uma vida mais saudável e um reflexo no espelho que te deixa mais feliz.

Confira abaixo cinco dicas que podem te ajudar a começar efetivamente uma reeducação alimentar. Garanto que a chance de sucesso dela é bem maior do que qualquer dieta maluca que você já tentou seguir.

1- Evite industrializados
Quanto mais “comida de verdade” você conseguir comer, melhor será para seu organismo. Além do emagrecimento, que é o objetivo de muitos, a comida caseira ainda te proporciona uma quantidade significativa de nutrientes que as comidas que já vem prontas ou semi-prontas não te proporcionam. Experimente fazer o molho de tomate usando apenas este legume tão cheio de nutrientes e procure uma receita de nuggets feitos com peito de frango e temperos frescos. Te garanto que além da saúde, o sabor deles é extremamente superior àqueles que você já pega pronto nas gôndolas dos supermercados.

2- Coma ao longo do dia
A regra é clara: descasque mais e desembale menos. Quanto mais porções de frutas, verduras e legumes você conseguir incluir na sua alimentação diária, melhor. Isso porque elas tem uma quantidade significativa de vitaminas, fibras e outros elementos que te dão saciedade e ainda melhoram sua disposição e humor. Varie ao máximo o tipo de frutas, verduras e legumes, pois cada um tem propriedades específicas.

3- Descubra novos sabores
Ok, entendo que você tenha provado jiló quando criança e achado horrível. Mas você sabia que nosso paladar muda ao longo da nossa vida? Se eu fosse você, daria uma nova chance para os alimentos e temperos. De repente você diz que odeia berinjela e se descobre apaixonado por uma lasanha feita com este ingrediente tão rico em nutrientes e super amigo da dieta.

4- Dê preferência a grãos integrais
Não precisa retirar pães e massas da sua alimentação pra sempre, apenas tente se controlar e reduza. Sempre que comer, dê preferência a grãos integrais, pois além de dar uma saciedade maior e te fazer comer em menor quantidade, eles ainda podem te proporcionar mais saúde através de seus nutrientes. Lembre-se sempre que o problema não é comer carboidratos, mas sim comer carboidratos chamados de “vazios” pois não possuem nenhum nutriente.

5- Fique longe de restrições muito severas
Se você não tem nenhuma restrição por conta de saúde (problemas de digestão com glúten, doença celíaca ou alergia a leite, por exemplo), não existe motivo plausível para que você retire de vez algum alimento de sua rotina alimentar. Isso porque quanto mais restringimos, mais temos vontade de comer e corremos o risco de comer uma quantidade absurda quando não conseguirmos mais controlar. O ideal é que você aprenda a comer e dê sempre preferência àquilo que for saudável, mas jamais se prive de comer um chocolate de boa qualidade ou um pedaço de bolo na festa do seu amigo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2021 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente