Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Sucessão de fracassos

Ciro e Bolsonaro repetem abraço de afogado de Collor no pré-impeachment

Publicado

Foto/Imagem:
João Zisman

Com a nomeação de Ciro Nogueira para a Casa Civil de Bolsonaro, o Centrão ocupará pela segunda vez a pasta responsável por toda a articulação política do governo. Na primeira vez, o então deputado pernambucano Ricardo Fiuza, que foi fundador e também líder do Centrão Raiz, assumiu a cadeira em meio a crise política que antecedeu o impeachment de Fernando Collor. Resta saber se essas coincidências cessarão por aí. Porém, a sensação que passa por quem viveu aqueles tempos coloridos é de que a entrega da Casa Civil ao Centrão pode ser considerada como o “abraço dos afogados”. Tanto Bolsonaro, quanto Ciro Nogueira, têm muito que nadar para escaparem de uma morte política. E abraçados, os dois podem afundar mais rapidamente. A propósito, vale o registro de frase do professor Rubem Franca: ‘A história é uma sucessão de sucessos e insucessos que se sucedem sucessivamente sem cessar’.

Publicidade
Publicidade