Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Veículos

Civic ‘de pegada’ chega por 180 mil reais

Antônio Albuquerque, Edição

O Honda Civic Si reestilizado 2020 chegou ao Brasil. É pelo menos uma boa notícia em meio à pandemia para quem gosta de carro. O modelo, que já tinha sido mudado há cerca de um ano no exterior, começa a ser vendido nas lojas da marca por R$ 179.900.

Ele tem como novidades visuais molduras para os faróis de neblina e lentes inéditas para os faróis em LED. Há também para-choque traseiro mais encorpado e rodas de 18 polegadas redesenhadas. Não são mudanças significativas, mas servem para reforçar a veia mais esportiva do Civic perante seu principal rival, o Toyota Corolla. Que não tem uma configuração cupê com apelo mais agressivo assim no Brasil.

Outra novidade é um ajuste no câmbio manual de seis marchas, único disponível, para extrair mais força do motor 1.5 turbo de 208 cv e 26,5 mkgf. A diferença em pista deverá ser sutil, já que é apenas um “pente fino” que deixou a relação 6% mais curta. Mas o desempenho do carro já era muito bom.

Antes de ver o que mudou por dentro no Civic Si, já leu que a Honda está compensando a alta do dólar e que alguns modelos tiveram aumento de até R$ 20 mil?

Por dentro há outras novidades e o Civic Si está mais bonito e mais equipado. Há um festival de vermelho. Acentuado nos detalhes do painel e nas faixas e costuras dos bancos, volante e manopla de câmbio. Até a tela de TFT de sete polegadas tem iluminação vermelha. Junta-se a isso um belo acabamento com nome chique: Dry Metal Carbon.

A central multimídia agora tem Android Auto e Apple CarPlay. E há outros itens importantes como carregador de celular sem fio, câmera de ré e seis air bags. Para quem tem o pé pesado, foi instalado o Active Sound Control, que usa o sistema de som de 450 watts para amplificar o ronco do motor.

São três as opções de cores, branca, preta e vermelha. Gosto é algo individual, mas não faz sentido o cliente comprar outra cor que não seja a vermelha. Principalmente por causa de todo o vermelho espalhado pelo interior. A garantia é de três anos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente