Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Clima morno da Câmara esquenta com debate sobre disputa eleitoral

Publicado

Foto/Imagem:


Entre os vários assuntos tratados pelos deputados distritais nesta quinta-feira (8), na sessão ordinária da Câmara Legislativa, os temas mais políticos ganharam destaque. Foram feitos pronunciamentos sobre o cenário político do DF, o papel da oposição e o panorama nacional.

A deputada Eliana Pedrosa (PPS), por exemplo, defendeu o papel da oposição, rebatendo declaração anterior da líder do governo na Casa, deputada Arlete Sampaio (PT), que criticou o movimento que tenta colocar a pecha de incompetência no GDF, desconsiderando as mudanças que estão acontecendo.

Para Pedrosa, a oposição é fundamental para a fiscalização do governo e para a reivindicação das melhorias que a população deseja. “A oposição é a voz que chama ao juízo, à razão e não deixa o dinheiro público ir para o ralo”, assinalou a distrital.

G5 – O deputado Olair Francisco (PTdoB) disse que o cenário político do DF está começando a ser definido e voltou a defender mais espaço para o chamado G5. Segundo o deputado, o grupo se reuniu ontem e definiu como metas eleger deputados distritais e federais e conquistar a vaga ao Senado na chapa majoritária liderada pelo PT e PMDB. O G5 é composto pelos seguintes partidos: PEN, PTC, PTdoB, PHS e PRP.

Inflação – Já o deputado Chico Vigilante (PT) criticou o esforço feito pela TV Globo para falar do aumento da inflação. Segundo ele, reportagem veiculada hoje apontou o tomate, a farinha de trigo e a vagem. “Não me lembro de ter comido vagem mais de seis vezes em toda a minha vida. Como é que a vagem pode influenciar a inflação?”, questionou.

Vigilante comparou o poder de compra do salário mínimo durante o governo de Fernando Henrique Cardoso (FHC) e os dias atuais, ressaltando a melhoria para os trabalhadores. “Está na hora de apostar no Brasil e não ficar tentando destruir o que está sendo feito”, condenou.

O deputado Alírio Neto (PEN) reforçou as críticas ao governo FHC, a quem classificou como “o maior desastre da história do Brasil”.

Reivindicações – O deputado Agaciel Maia (PTC) usou seu horário na tribuna para apresentar reivindicações de comunidades de várias cidades. Ele defendeu, entre outras questões, a construção de um ginásio poliesportivo no Varjão, de uma rodoviária na Estrutural e de um viaduto na saída do Recanto das Emas.

Luís Cláudio Alves

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade