Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Começa corrida dos ‘enforcados’ para acertar as contas

Foto/Arquivo Notibras
Bartô Granja

Foi dada a larga para quem quer usufruir dos mais recentes produtos do Banco de Brasília: Financiamento de Lote Urbano e a Consultoria Financeira. O Programa de Consultoria Financeira teve o primeiro dia de funcionamento na segunda, 11. Os clientes do banco que possuem alto grau de comprometimento de renda e são vinculados ao GDF começaram a receber os Serviços de Mensagem de Texto (SMS), alertas por meio do BRB Mobile, além da ligação dos gerentes para agendamento do primeiro atendimento. Ao todo, 8,9 mil clientes serão contatados.

Para o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, o início do atendimento ao cliente desses dois novos produtos marca uma nova fase do banco. “Lançamos produtos que, de fato, mudam a vida dos nossos clientes. Vamos ajudá-los a planejar suas finanças de forma sustentável com condições especiais de negociação”, explica.

As taxas de juros e as condições diferenciadas estão adequadas a cada grupo de clientes, com prazo máximo para pagamento de até 120 meses. Além disso, o banco criou uma agência específica para realizar esse atendimento. “Um ambiente físico exclusivo com profissionais treinados e capacitados para auxiliar nossos clientes no seu planejamento financeiro”, pontuou o presidente.

Simultaneamente, os clientes interessados no financiamento de lotes procuraram as agências do BRB para receber orientações sobre a nova modalidade de crédito, disponível aos moradores do DF e da RIDE.

Quanto ao financiamento de lotes, Costa ressalta que o banco lançou uma linha inédita e que tem grande impacto social. “Passamos a financiar de forma inédita a aquisição de lote urbano. Acreditamos que essa modalidade estimulará a economia e ajudará as famílias na realização dos seus sonhos”, reforçou o presidente.

Os acordos com a Secretaria de Patrimônio da União (SPU) e a Terracap visam alienar bens imóveis da União e promover regularização fundiária. Com isso, os imóveis que se enquadram nesses acordos também podem ser objeto de financiamento pelo Banco de Brasília.

Para Pessoa Física, a nova modalidade tem taxas de juros a partir de 0,85% a.m (+TR) com prazo para pagamento em até 240 meses (20 anos). O percentual de financiamento pode chegar a 90% do valor do lote em fase de regularização. Para lotes já regularizados, o percentual de financiamento máximo é 70%. Já para Pessoa Jurídica, a taxa é 0,92 a.m (+TR) com prazo de até 120 meses para pagar, limitado a 50% do valor do lote.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente