Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Saia dessa

Como identificar (rápido) casos de chantagem emocional

Publicado

Foto/Imagem:
Erickson Rosa - Foto Reprodução

Pode parecer muito claro quando sofremos algum tipo de abuso em uma relação. A chantagem também pode parecer evidente quando é feita em um tom de ameaça. Contudo, muitas vezes ela pode se apresentar de outras maneiras.

Como essa questão costuma surgir bastante em minha clínica, decidi escrever este texto para ajudar você a identificar os diversos tipos de chantagem emocional e, assim, conseguir saber se há ou não uma ação de chantagem emocional em suas relações.

Tipos de chantagem emocional
A chantagem emocional pode ser de diversos tipos. Aqui, quero apresentar as diversas maneiras que uma pessoa pode utilizar para controlar o outro emocionalmente.

Ameaça punir o outro: dificilmente não percebemos esse tipo de chantagem, pois é quando o sujeito deixa claro que, se a pessoa não ceder às suas vontades, haverá algum tipo de dano, podendo ser físico, moral ou emocional.

A pessoa realmente ameaça deixando claro que haverá consequências por não atender às suas demandas. Se isso acontece em alguma relação sua, saiba que esse é um tipo de chantagem em que o sujeito ameaça abertamente.

A pessoa pode ameaçar tirar os bens, agredir, prender, entre outras práticas que indiquem agressão.

Ameaça de autopunição: uma forma bem comum de chantagem emocional é a pessoa dizer que irá se punir caso o outro não atenda aos seus desejos. Isso inclui a pessoa dizer que dormirá na rua, que sairá do emprego, que irá se mutilar, que vai a algum lugar em que correrá riscos etc.

Esse tipo de ação faz com que o chantagista tenha seus desejos atendidos por meio da preocupação que o outro tem com ele.
Vitimização: é a prática de colocar a culpa no outro. É como se a responsabilidade do sofrimento que o chantagista sente fosse do outro. Ele transfere essa responsabilidade para o outro, a fim de manter o controle. Um exemplo é a pessoa que adoece e diz que o motivo de seu adoecimento é o outro. Assim, transfere a responsabilidade com o intuito de gerar culpa, para que, dessa forma, seus desejos sejam atendidos.

Premiação condicionada: talvez o tipo mais perigoso de manipulação, pois pode parecer uma oferta ou uma troca, porém ele condiciona a agrados e recompensas desde que seus desejos sejam atendidos.

Contudo, pode ser que essa premiação nunca venha. Por exemplo, em uma relação íntima, pode ser que o manipulador afirme que vai mudar o comportamento de beber todo final de semana se o outro se comprometer a sempre limpar a casa no final de semana. Porém, após limpar a casa, a pessoa nota que o manipulador continua a beber. Ao exigir a mudança, ele impõe novas condições, como, por exemplo, lavar todas as suas roupas.

A maneira de cultivar a responsabilidade nas relações pode ser vista como uma barganha, mas, na verdade, é como se a pessoa que está sendo manipulada recebesse uma premiação, porém ela nunca vem.

Características da chantagem emocional
A chantagem emocional, em sua grande maioria, faz com que o alvo do manipulador sinta pena, culpa, remorso, medo e obrigação. A pessoa fica insegura e pode sentir intensa ansiedade quando não atende às demandas do chantagista.

A principal diferença entre uma relação em que há desavenças normais e uma relação em que há chantagem é quando você diz um não ao outro. Se seu não é considerado, se suas opiniões são aceitas, então não se trata de uma chantagem.

Agora, se sua negativa é rebatida com ameaças, rejeição, distanciamento ou falas que fazem você sentir culpa ou remorso, fique atento. Pode ser que esteja sofrendo chantagem.

Você pode identificar a chantagem emocional pelas etapas a seguir:

1. O chantagista enuncia a sua demanda.
2. O alvo do chantagista resiste e nega atender a essa demanda.
3. Há, então, uma pressão psicológica, que pode ser de qualquer tipo, como explicado acima.
4. Há uma ameaça que tem o objetivo de mudar a opinião da vítima.
5. A vítima do abusador cede aos desejos dele.
6. A situação se repete e tende a piorar a cada vez.

Essa é uma situação de violência e deve ser tratada como tal. A violência sempre tende a aumentar e, por isso, você deve procurar se afastar se identificar que está sendo vítima desse tipo de abuso.

Analise se você é vítima de chantagem – Procure ajuda caso ache difícil se desvencilhar. Um psicólogo, terapeuta ou analista pode te ajudar a sair dessa armadilha. De maneira geral, pode ser muito difícil sair dessa situação, pois acabamos não vendo uma forma de mudar ou de agir diferente da forma que estamos habituados. Por isso a importância de procurar uma ajuda qualificada.

Publicidade
Publicidade