Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mundo

Comunista é candidato mais forte para vencer no Chile

Bartô Granja, Edição

O candidato do Partido Comunista, Daniel Jadue, aparece hoje no Chile como o mais bem avaliado pela população com vistas às eleições presidenciais de novembro próximo.

Isso se reflete na pesquisa Plaza Pública, da consultoria Cadem, que coloca Jadue com 20% de intenção de votos, seguido por Joaquín Lavín, da direita União Democrática Independente (UDI), com 16 pontos.

Com notável ascensão nas pesquisas, a presidente do Senado, Yasna Provoste, dos democratas-cristãos – que não está entre os candidatos à presidência por enquanto – aparece com 13%, enquanto o ex-presidente do BancoEstado, Sebastián Sichel, com 11 .

Os demais candidatos ficam muito atrás, com pontuações que oscilam entre 7 e 1%, de acordo com a pesquisa, que é realizada semanalmente e desta vez focada nas eleições de constituintes, vereadores, governadores e prefeitos, de 15 e 16 de maio.

Segundo os entrevistados, como destaque dessa consulta, 45 por cento favorecem o grande número de candidatos independentes eleitos, para 44 por cento. O mais marcante foi a baixa participação eleitoral e 39 indicavam a derrota da direita por não atingir um terço dos eleitores.

Da mesma forma, para 70% dos entrevistados, o grande perdedor nessas eleições foi a coalizão Vamos por Chile, composta por todos os partidos de direita.

Quanto à avaliação do desempenho do presidente Sebastián Piñera, um aspecto tradicional desta pesquisa reflete mais uma vez a baixa popularidade do presidente, que chega a 13 por cento de apoio, três pontos percentuais a menos que na semana anterior.

Nessa linha, o nível de reprovação sobe três pontos em relação à consulta anterior, para 79 por cento.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2021 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente