Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Veículos

Conheça o Prisma que está vindo por aí

Foto/Divulgação
Mário Camargo, Edição

Depois que uma foto do novo Prisma apareceu na China, agora a novidade foi o vazamento de fotos do painel. Assim como nas linhas externas, por dentro o modelo também evoluiu. As linhas do painel são mais modernas. A principal mudança é o destaque da nova central multimídia. Enquanto no modelo atual ela fica em posição inferior, no novo Prisma ela ganhou mais evidência. Fica destacada do painel, mais próxima do campo de visão do motorista. A posição lembra a adotada pela Ford no Ka e no EcoSport, por exemplo. Com isso, não é necessário desviar a atenção do trânsito para mexer na tela.

Como revelam as imagens, a mudança não é radical, mas fica evidente que houve evolução. As linhas horizontais mostram estilo mais moderno. Desconsidere o acabamento claro nas laterais e na faixa central do painel no modelo chinês. Essa é uma característica específica do mercado local.

No quadro de instrumentos, a maior novidade é que o Prisma adotou mostradores convencionais. No lugar do conta-giros analógico do lado esquerdo e velocímetro digital do lado direito, o novo modelo tem os dois relógios analógicos. O display digital, com dados do computador de bordo, fica entre os mostradores.

As saídas de ar-condicionado (analógico) estão mais estilizadas e estreitas. Em relação ao modelo atual, as centrais inverteram de posição com a central multimídia. Os comandos do sistema são bem parecidos com os atuais.

A julgar pelas imagens, o padrão de acabamento não melhorou muito. Provavelmente, o Onix e o Prisma continuarão com plásticos rígidos no revestimento interno. O câmbio automático aparentemente não terá opção de borboletas no volante, para trocas manuais.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente