Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Casa e Decoração

Cores e acabamentos baianos dão descontração a apê

Foto/Divulgação
João Abel

Quem já visitou ou viveu na Bahia, dificilmente não se encantou pelo clima solar e acolhedor do Estado. Ao mudar para São Paulo, o casal de jovens publicitários baianos Juliana e Lucas comprou este apartamento de 87 m² no bairro da Vila Mariana, mas sentia falta de uma decoração que os fizesse lembrar da terra natal.

Coube às arquitetas Fabiana Silveira e Patricia de Palma, do SP Estúdio, a missão de trazer a atmosfera de Salvador ao imóvel. “Tudo foi bem dosado. O cinza e o cimento queimado funcionaram como base para a aplicação de tons mais fortes”, diz Fabiana. No piso, elas optaram por um porcelanato neutro, enquanto as paredes foram tomadas por revestimentos mais rústicos, como os tijolos que separam a sala da varanda.

“Não houve grandes alterações de planta. Quebramos apenas uma divisória que separava a cozinha da lavanderia. De resto, focamos em trocar os acabamentos e caprichar nas cores”, detalha Patrícia, que, ao lado da sócia, finalizou a reforma em três meses.

Imprimir ao projeto uma atmosfera mais industrial, em conexão com a nova cidade, foi outra solicitação do casal. Para tanto, as arquitetas optaram por implantar um sistema de iluminação externa aparente, reproduziram no forro a textura de cimento queimado, e dotaram a varanda de uma parede de tijolinhos pretos. Assim, o ambiente se converteu em uma sala de jantar, com direito a um pequeno bar e um futon para acomodar bem os amigos.

O verde também desempenhou papel fundamental para fazer com que os moradores se sentissem em casa, mesmo estando em São Paulo. “Adoramos a energia que as plantas trazem”, destaca Fabiana, que espalhou plantas por todos os ambientes. “Junto da marcenaria clara, que se estende do rack de TV até as prateleiras do living e do quarto, elas ajudaram a imprimir leveza à decoração”, ela completa.

Acessórios decorativos como quadros, vasos e livros relacionados à vida na Bahia, distribuídos por toda a área social do imóvel, deram o ‘tempero baiano’ final à reforma. “Mancha de dendê não sai”, avisa um dos quadrinhos colocados na sala, atestando a satisfação dos moradores com o novo apartamento.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente