Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Corre, bandido, que Paim é um osso duro de roer

Carolina Paiva

Ponto para a Polícia Militar do Distrito Federal, que acaba de emplacar o coronel Carlos Renato Machado Paim como Secretário Nacional de Segurança Pública. A nomeação foi assinada pelos ministros Luiz Mendonça (Justiça e Segurança Pública) e Braga Neto (Casa Civil). Paim substitui o general Guilherme Theophilo.

Paim estava respondendo provisoriamente pela secretaria e tem bom trânsito com os secretários estaduais de Segurança Pública. Sua relação próxima com o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Jorge Oliveira – egresso, como ele, da PMDF – e com o próprio Luiz Mendonça.

“A escolha não poderia ter sido melhor”, comemorou o coronel Eugênio César Nogueira, diretor para o Centro-Oeste da Federação Nacional das Entidades de Oficiais Militares Estaduais, que reúne PM e Corpo de Bombeiros. “Depositamos toda confiança nele. Será um marco para a segurança pública no País, pois ele é osso duro de roer”, disse Eugênio.

Uma das atribuições do novo secretário será coordenar e promover a integração da segurança pública no território nacional; coordenar as atividades da Força Nacional de Segurança Pública; promover o ensino e a capacitação dos profissionais de segurança pública em colaboração com os estados e com o Distrito Federal, além de elaborar propostas de leis.

Os novos desafios serão grandes, admite o próprio Paim. Ele deve priorizar, entre outras coisas, a redução dos homicídios e outros crimes violentos, elevando o nível de percepção de segurança da população, com medidas preventivas e repressivas; enfrentamento e combater o crime organizado; redução da violência contra a mulher, em especial as violências doméstica e sexual; prevenção e repressão da exploração sexual (independentemente de gênero) e aperfeiçoando a área de inteligência pública a nível nacional e regional.

Paim é formado em direito e pós-graduado em análise de inteligência pelo Centro de Inteligência do Exército Brasileiro. Especialista em gestão estratégica em segurança pública, ele já chefiou a Secretaria de Relações Institucionais da Polícia Militar, além de já ter sido subsecretário de Operações Integradas da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente