Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Esportes

Corrida maluca volta a dar nova emoção na F-1

Antônio Albuquerque, Edição

Acidentes cinematográficos, relargadas e uma prova que foi além das duras horas, extrapolando o limite para uma corrida de F-1. Foi assim a estreia do circuito de Mugello no calendário da categoria mais veloz do automobilismo.

A corrida agitada, com um pódio inédito para Alexander Albon. Os acidentes foram grandes, mas não passaram de sustos para os envolvidos, provocando longas paralisações e duas relargadas.

Na bandeirada final, porém, a vitória não foi uma novidade: dobradinha da Mercedes, com Lewis Hamilton venceu o GP da Toscana de 2020 e aumentando sua vantagem na liderança do Mundial de pilotos.

Valtteri Bottas pressionou durante todo o final de semana, inclusive nas voltas finais da corrida, mas teve que se contentar com o segundo lugar. Completando o pódio, veio a Red Bull de Alexander Albon, que conquistou um terceiro lugar pela primeira vez — até então, o tailandês tinha um quarto lugar.

Com mais uma vitória, Hamilton chegou aos 190 pontos e aumentou a vantagem na liderança do Campeonato Mundial de F1. Valterri Bottas está na segunda colocação, com 135 pontos, e Max Verstappen persegue a dupla da Mercedes, na terceira posição, com 110 pontos.

Os carros voltam às pistas daqui a 15 dias, no GP da Rússia. Como o calendário de 2020 é curto em função da pandemia do novo coronavírus, Hamilton pode sair da corrida do dia 27 com mais um título. Isso se Bottas deixar.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente