Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

CPI devassa vida de Pazuello e do Gabinete Paralelo

Mário Camargo, com Agências

Falar por falar não leva a lugar nenhum. A partir dessa premissa, e considerado que ‘quem tem boca vai a Roma’, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 decidiu ser mais agressiva em suas investigações. Eduardo Pazuelo, ex-ministro da Saúde, cansou de mentir em seus depoimentos, dizem os senadores. E para buscar verdades supostamente escondidas, o jeito foi quebrar os sigilos bancário e telemático do general.

A decisão foi tomada na reunião do colegiado na manhã desta quinta, 10. Mas, como a ‘boiada’ é grande, outros alvos da CPI terão o mesmo destino, como o ex-chanceler Ernesto Araújo, o empresário Carlos Wizard, a coordenadora do Programa Nacional de Imunização (PNI), Francieli Fontana Fantinato e o auditor do TCU Alexandre Figueiredo Marques.

Empresas de publicidade que atendem o governo federal também entraram na lista. Sao elas Empresa PPR – Profissionais de Publicidade Reunidos, Calya/Y2 Propaganda e Marketing e a Artplan Comunicação.

Veja a lista de autoridades e empresários atingidos pela decisão da CI

Filipe Martins, assessor internacional da Presidência da República;
Ernesto Araújo, ex-ministro das Relações Exteriores;
Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde;
Zoser Hardman, ex-assessor especial do Ministério da Saúde;
Túlio Silveira, representante da Precisa Medicamentos;
Paolo Zanotto, médico;
Marcellus Campêlo, ex-secretário de Saúde do Amazonas;
Luciano Dias Azevedo, médico;
Hélio Angotti Neto, Secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde do Ministério da Saúde;
Francisco Ferreira Filho, Coordenador do Comitê da Crise do Amazonas;
Francisco Emerson Maximiano, sócio da Precisa Medicamentos;
Francieli Fontana Fantinato, coordenadora do Programa Nacional de Imunização (PNI);
Flávio Werneck, ex-assessor de Relações Internacionais do Ministério da Saúde;
Antônio Elcio Franco Filho; ex-secretário Executivo do Ministério da Saúde;
Camile Giaretta Sachetti, ex-diretora da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde;
Arnaldo Correia de Medeiros, secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde
Alexandre Figueiredo Costa e Silva Marques, auditor do Tribunal de Contas da União (TCU);
Mayra Pinheiro, secretária de Gestão do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2021 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente