Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Cresce violência contra idosos; filhos são os principais culpados



Um estudo elaborado pelo Ministério Público mostra que as denúncias de violência contra idosos cresceram 46% em 2013, em relação ao ano anterior. Segundo o documento, em 59,34%, os responsáveis pela agressão são os filhos das vítimas.

Os dados, divulgados nesta quarta-feira 19, integram o Mapa da Violência contra a Pessoa Idosa no DF. Segundo a coordenadora da Central Judicial do Idoso e titular da Promotoria da Pessoa Idosa do MPDFT, Sandra Julião, os números indicam um aumento real nos casos de violência, e não apenas uma efetividade maior nos registros.

“Analisei muito isso e posso garantir que há um pouco dos dois. O aumento da violência é verdadeiro porque há uma inércia no governo local. A política do idoso é quase inexistente. Os meios de denúncia não ficaram mais fáceis de 2012 para cá. O Disque 100, a secretaria do Idoso já estavam consolidados”, explica Sandra.

O levantamento mostra que foram 3.052 casos registrados pelos órgãos de segurança do DF no ano passado, contra 2.089 em 2012. Em 2008, primeiro ano considerado pelo estudo, foram registradas 151 denúncias.

“Em 94% dos casos, a violência é interpessoal, familiar. Isso é resultado da falta de um sistema de saúde mental bem implementado, com resultados eficientes”, diz a promotora.

Uma em cada três denúncias registradas em 2013 diz respeito à violência psicológica, que se manifesta nos casos de agressão verbal, ameaça e humilhação, entre outros. A negligência aparece em segundo lugar na distribuição dos tipos de violência (27,17%), seguida pela violência física (17%).

O maior número de casos foi registrado nas regiões mais populosas: Brasília, Taguatinga e Ceilândia. Segundo a promotora, o mapa não sofre influência da renda média das famílias. “O consumo de álcool e outras drogas, nesse sentido, é muito mais significativo”.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente