Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Crise na educação tira Parente da secretaria

Carolina Paiva, Edição

Rafael Parente não é mais secretário de Educação do Distrito Federal. Ele foi exonerado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) após a polêmica sobre gestão compartilhadas das escolas públicas. Parente publicou o aviso de demissão em sua conta no Twitter. Ele viu a demissão como ‘um favor’ e revelou que não voltaria atrás.

O secretário do Trabalho, João Pedro Ferraz dos Passos, deve ocupar a vaga dele. Sobre os desentendimentos na gestão das escolas, Parente lembrou ter dado “minha palavra de que não atropelaríamos a vontade das comunidades escolares”.

A demissão ocorreu horas após a polêmica envolvendo as escolas que não aprovaram a gestão compartilhada com a Polícia Militar – das cinco unidades que votaram nesse fim de semana, duas rejeitaram o modelo (CEF 407 de Samambaia e Gisno, na Asa Norte).

O governador Ibaneis Rocha disse, contudo, que implementaria o modelo “de qualquer jeito” e que “quem votou contra foi justamente a parcela que não quer o bem das escolas”. E enfatizou: “Quem achar ruim que vá à Justiça”.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente