Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Curiosidades

Cristãos reagem e sátira a Jesus da DC fica na gaveta

Foto/Reprodução
Carolina Paiva

A DC Comics, imaginando atrair cada vez mais público, anunciou que lançaria uma série de sátiras com Jesus Cristo como o personagem principal, bem como um super-herói que está sendo adorado mais do que o Filho de Deus.

Mas, mera ilusão. A produtora teve que retirar a produção e distribuição da série de quadrinhos “Second Coming”, depois de enfrentar a reação da comunidade cristã.

A Segunda Vinda , escrita por Mark Russell e desenhada por Richard Pace, conta a história de Jesus Cristo retornando à Terra depois de passar dois mil anos “trancado” por Deus, que estava “chateado” com a prisão e crucificação de seu Filho.

Jesus volta ao nosso planeta apenas para descobrir que seus ensinamentos foram distorcidos, e tem que aprender como ser um verdadeiro messias, observando um super-herói “todo-poderoso”, Sun-Man, que parece ser seu companheiro de quarto.

Os cristãos começaram uma petição no CitizenGo.org para impedir o lançamento da série de quadrinhos “blasfêmicos” e “ultrajantes”.

“Você pode imaginar a mídia e o alvoroço político se a DC Comics estivesse alterando e zombando da história de Maomé… ou Buda? Este conteúdo blasfemo não deve ser tolerado. Jesus Cristo é o Filho de Deus. Sua história não deve ser ridicularizada por causa da venda de histórias em quadrinhos ”, diz a petição.

Os criadores do Second Coming não estão culpando o selo da Vertigo Comics pelo súbito pull-out; pelo contrário, eles ainda esperam encontrar um novo editor para que sua história possa ver a luz.

Mark Russell negou que a petição fosse a razão pela qual a Vertigo havia recudao: “Não foi por causa de algum descontentamento com a DC ou sua equipe editorial. Era apenas que eles queriam empurrar a data de lançamento de volta para algum ponto indeterminado no futuro e eu fiz algumas pequenas alterações a seu pedido, após o que, eu fui avisado que os pedidos de mudanças mais significativas provavelmente estariam a caminho. Então decidi que preferia manter a história intacta e permanecer fiel à visão original e chegar às mãos dos leitores de uma maneira mais oportuna”, afirmou.

O grupo por trás da petição online elogiou a decisão da DC Comics e prometeu continuar a lutar contra o lançamento da publicação “se for escolhido por outro editor”.

“Jesus é muito mais que um super-herói. Os quadrinhos retratam uma visão falsa de nosso Salvador. Jesus não é um fracasso. Ele foi enviado para a cruz por nossos pecados e salvação eterna. A maioria das crianças cresce lendo sobre icônicos super-heróis da DC como Batman, Superman ou Wonder Women. Seria uma vergonha comercializar essa falsa visão de Jesus como uma leitura igual a esses números. Eu não gostaria que as crianças lessem este livro em quadrinhos e acreditem que é verdade ”, disseram os idealizadores da petição.

Apesar da feroz reação dos cristãos, os usuários de mídias sociais estão determinados a ir em frente com a compra da série, caso liberada por outro editor. De fato, muitos atacaram aqueles que se opunham ao livro, dizendo que eles estavam exagerando. E houve quem sugerisse a Russell trabalhar em uma sátira sobre o Profeta Muhammad.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente