Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

Defensor da CPMF, Cintra perde o emprego

Bartô Granja, Edição

O secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, foi exonerado do cargo, a pedido, informou nesta quarta (11) o Ministério da Economia. Em seu lugar assume, interinamente, o auditor fiscal José de Assis Ferraz Neto. Cintra era defensor intransigente da volta da CPMF.

Na nota em que anuncia a exoneração do secretário, o ministério esclarece “que não há um projeto de reforma tributária finalizado. A equipe econômica trabalha na formulação de um novo regime tributário para corrigir distorções, simplificar normas, reduzir custos, aliviar a carga tributária sobre as famílias e desonerar a folha de pagamento”.

O ministério disse ainda que a proposta do governo “será divulgada depois do aval do ministro [da Economia] Paulo Guedes e do presidente da República, Jair Bolsonaro”.

O ministro Paulo Guedes ‘agradeceu’ ao secretário Marcos Cintra os serviços prestados.

Ao comentar a demissão, o presidente Jair Bolsonaro afirmou, em mensagem no Twitter, que a recriação da CPMF ou aumento da carga tributária estão fora da reforma tributária.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente