Curta nossa página


Desorganização no Mané provoca atrasos e revolta os torcedores

Publicado

Autor/Imagem:


A falta de organização para o primeiro jogo da Copa da Fifa realizado em Brasília provocou irritação em muitos torcedores. As filas para entrar no Mané Garrincha foram longas e houve quem perdesse inclusive o hino do seu país antes da partida Suíça x Equador, neste domingo.

Às 12h55, cinco minutos antes do apito inicial, as filas começaram a andar mais rápido. As entradas preferenciais passaram a receber também torcedores comuns. Outra mudança foi a vistoria menos rigorosa. Apesar de os detectores de metais acenderem a luz vermelha, os funcionários passaram a permitir a entrada dos torcedores.

– É revoltante. Vir de tão longe e perder o hino do Equador. Deveriam ter colocado mais entradas – reclamou o torcedor Raúl Surita.

Estavam disponíveis 12 entradas no estádio Mané Garrincha, cada uma delas com oito detectores de metal. Depois de passar por esses acessos, ainda era preciso chegar até as catracas, mais à frente, para enfim entrar à arquibancada.

Com cinco minutos de jogo, centenas de torcedores ainda não haviam entrado no estádio. Voluntários do COL usavam megafones para indicar as filas que estavam mais vazias. Alguns dos que aguardavam vaiaram. Somente com dez minutos de jogo todos os torcedores entraram no Mané Garrincha.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2023 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.