Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Curiosidades

Deuses não eram astronautas; ETs aqui são ficção

Bartô Granja, Edição

Os astrônomos japoneses estão trabalhando ativamente em busca de vida extraterrestre, mas ainda não encontraram evidências de que alienígenas tenham visitado a Terra, disse um professor do Observatório Astronômico Nacional do Japão, Hitoshi Yamaoka.

“Quase todas as pesquisas indicam que há vida extraterrestre [no espaço], mas ninguém pensa que alienígenas nos visitaram … Não, não notamos isso”, disse Yamaoka.

O pesquisador fez a declaração no Centro de Astrobiologia do observatório, que procurava os chamados exoplanetas, os planetas fora do Sistema Solar, que poderiam ter condições adequadas para o surgimento da vida.

Muitos cientistas japoneses estão interessados ​​em pesquisar o exoplaneta de Proxima Centauri b, localizado a 4,3 anos-luz da Terra, de acordo com Yamaoka.

No entanto, o Centro de Astrobiologia do observatório também pesquisa outros exoplanetas.

“Cerca de 100 desses planetas, possivelmente adequados à vida, foram descobertos. Alguns deles foram encontrados por cientistas japoneses. Mas precisamos de novos telescópios para pesquisá-los”, observou Yamaoka.

Atualmente, a Yamaoka está pesquisando as chamadas estrelas variáveis ​​cujo brilho muda. O cientista disse que, juntamente com seu colega Nikolai Samus, do Instituto Astronômico Sternberg, da Rússia, e outros pesquisadores, ele estava trabalhando em um catálogo listando essas estrelas, incluindo seus nomes e locais.

Os cientistas acreditam que existem cerca de 50.000 estrelas variáveis, enquanto de 10 a 20 desses objetos são descobertos anualmente.

No início desta semana, meios de comunicação e redes sociais discutiram um evento no Facebook, conclamando os participantes a invadirem a chamada Área 51 , uma instalação classificada da Força Aérea dos Estados Unidos que se acredita ser um local onde evidências de alienígenas visitando a Terra estão escondidas. Mais de 1,7 milhão de pessoas clicaram em “ir” no evento, marcado para 20 de setembro.

Enquanto isso, a Força Aérea dos EUA alertou as pessoas contra a participação em uma brincadeira na Internet , dizendo que “qualquer tentativa de acessar ilegalmente a área é altamente desencorajada”.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente