Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Centro-Oeste

DF Star faz procedimento inédito com NanoKnife

Publicado

Foto/Imagem:
Malu Oliveira, Edição/Via Empório Comunicação - Foto Divulgação

O Hospital DF Star, da Rede D’Or São Luiz, foi o responsável por realizar o primeiro procedimento de eletroporação irreversível com Nanoknife no Centro-Oeste. A tecnologia se baseia na técnica de Eletroporação. Durante o procedimento, agulhas são posicionadas no tumor para gerar uma onda de alta voltagem que percorre a célula cancerígena, alterando o poro da membrana celular de forma irreversível, possibilitando aumentar a margem de segurança da cirurgia. O NanoKnife oferece melhores perspectivas, principalmente aos pacientes que já apresentam o tumor em estado localmente avançado.

A intervenção foi utilizada para o tratamento de um hepatocarcinoma, lesão central, um tipo de câncer de fígado. De acordo com o médico radiologista intervencionista responsável por realizar o procedimento, Mateus Saldanha Cardoso, a única possibilidade que o paciente tinha era de realizar uma grande cirurgia, que levaria no mínimo uma semana para recuperação. “Propomos a eletroporação, que durou cerca de 2h30. O paciente acordou bem e já foi direto para o quarto. No dia seguinte ele já estava em procedimento de alta hospitalar”, conta Mateus.

Segundo o radiologista intervencionista, um dos principais benefícios do uso do NanoKnife é tratar por ablação – por meio de cateteres, sem a necessidade de abertura – tumores em locais onde não seria possível tratados por outros métodos ablativos. Ou seja, lesões próximas a órgãos, vasos e artérias. “A corrente elétrica é modulada para que ataque apenas o tecido tumoral, impossibilitando que outra parte seja atingida”, explica o médico.

O Nanoknife, é uma das mais avançadas tecnologias do mundo para o tratamento do câncer, foi utilizada pela primeira vez no Brasil, com exclusividade pela Rede D’Or.

Publicidade
Publicidade