Curta nossa página


‘Ela me traiu, disse que sou corno; matei a vagabunda’

Publicado

Autor/Imagem:


Suspeito de assassinar a namorada e esconder o corpo dentro do guarda-roupas de casa no Espírito Santo, um jovem de 20 anos disse em depoimento à polícia que cometeu o crime porque ela o teria traído.

– Ela me traiu, disse que sou corno. Então eu resolvi matar para dar exemplo a essas vagabundas’, disse o rapaz em depoimen to à polícia.

Diogo de Oliveira de Jesus afirmou ainda que estava sob efeito de drogas e que tentou se matar depois de estrangular Isabela Malta Bustamante, 18 anos. Ele será indiciado por homicídio triplamente qualificado.

A jovem foi estrangulada com um fio de internet e teve o corpo escondido dentro de guarda-roupas na cidade de Serra, na Grande Vitória, por pelo menos três dias. O namorado tentou fugir, mas foi descoberto e preso.

Ele contou ao delegado que não lembra quando cometeu o crime porque estava sob o efeito de drogas. “Ela falou que me traiu e eu matei”, garantiu ele ao delegado.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2023 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.