Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Equipes liberam os pilotos e Bahrein vê volta da disputa na F1

Publicado

Foto/Imagem:


Há muito tempo não se via uma corrida de Fórmula Um como a deste domingo 6, no Grande Prêmio do Bahrein – o terceiro da temporada 2014. Liberados por suas equipes os pilotos deram um verdadeiro show de perícia e velocidade.
Lewis Hamilton, da Mercedes, venceu a disputa com seu colega Nico Rosberg.  Depois vieram os carros da Force Índia, seguidos dos da Red Bull, da Williams e, fechando o grupo dos dez primeiros, as Ferrari.

Ainda não foi desta vez, porém, que o piloto brasileiro voltou ao pódio. Mas há de se desculpar.  Afinal, Felipe Massa fez três trocas de pneus, contra apenas duas de todos os que estiveram à sua frente. A próxima prova será daqui a 15 dias, em Xangai, China.

Massa havia conquistado o direito de sair da sétima posição do grid, mas realizou uma ótima largada e pulou para a terceira colocação logo nos primeiros metros de Grande Prêmio. De uma só vez, o brasileiro superou Bottas, Sergio Pérez, Kimi Raikkonen e Jenson Button, para ficar atrás apenas das Mercedes de Lewis Hamilton e Nico Rosberg.

Enquanto os carros da equipe alemã se desgarravam para uma briga particular pela vitória, Massa tentava sustentar o terceiro lugar – ele ficou 12 voltas na posição, até ser ultrapassado por Pérez. A parada nos boxes na 13ª volta não mudou muita coisa: ele voltou à frente do mexicano da Force India, mas atrás de Bottas.

Muitos segundos à frente, Hamilton e Rosberg faziam uma disputa incrível pela primeira posição, com manobras arrojadas e ultrapassagens perigosas. O ameão, que havia largado na pole, até recuperou a liderança da corrida, mas não conseguiu ficar muito tempo à frente do britânico.

Massa recuperou o terceiro posto quando Bottas foi para os boxes, mas o desgaste dos pneus comprometeu o rendimento de sua Williams – ao parar, o brasileiro já ocupava a quinta posição, tendo sido superado pelos dois carros da Force India: Pérez e Hulkenberg.

Novamente as paradas nos boxes restabeleceram a ordem da corrida com as duas Williams na briga pela última vaga no pódio. Massa continuou atrás do finlandês no quarto lugar, até realizar o terceiro pit stop.

No entanto, um acidente incrível alterou o panorama do GP bareinita: o venezuelano Pastor Maldonado acertou em cheio a Sauber do mexicano Esteban Gutierrez, que capotou em uma curva e ficou um pouco zonzo até conseguir sair do carro. O safety car entrou na pista e embolou o pelotão.

Enquanto os carros faziam uma procissão na pista, Massa ocupava a oitava posição – uma à frente de Bottas. O veículo de segurança deixou a pista na 50ª volta, permitindo que vários pilotos “economizassem” pneus – incluindo os que estavam à frente das Williams.

O brasileiro conseguiu passar Jenson Button (que mais tarde abandonaria a prova) e brigou pelo sexto posto com Sebastian Vettel, mas não conseguiu ganhar a colocação do alemão da Red Bull.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade