Curta nossa página


Erosão cresce e ameaça engolir avenida Elmo Serejo, em Taguatinga

Publicado

Autor/Imagem:


A Defesa Civil do Distrito federal fez um alerta sobre novo risco de desmoronamento na avenida Elmo Serejo, em Taguatinga. Segundo o G1, o problema afeta o trecho em obras desde novembro de 2013, quando um vazamento provocou erosão e parte da pista cedeu.

A via chegou a ser totalmente interditada no sentido Ceilândia-Taguatinga, em fevereiro de 2014, depois que a erosão aumentou por causa das chuvas. A liberação da pista aconteceu em agosto do mesmo ano.

Segundo a Defesa Civil, o risco de desmoronamento é maior porque a obra de acabamento está parada. As chuvas levaram a terra que cobria as manilhas, informou o órgão.

A obra foi paralisada por falta de dinheiro. A Novacap diz que o GDF já repassou os recursos necessários e afirma que o serviço será retomado assim que terminar o período das chuvas. A previsão é que os trabalhos terminem 90 dias após o reinício. Desde março de 2014 foram gastos R$ 5,6 milhões na obra.

O serviço foi dividido em duas etapas. A construção de uma ponte sobre o Córrego do Cortado fez parte da primeira fase, que já foi concluída. A segunda etapa será a de acabamento da via.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2024 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.