Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Essas dores sem parar nas costas. Fazer o quê?

Foto/Reprodução
Carolina Paiva

De acordo com o Ministério do Trabalho, a dor nas costas é a quinta maior causa de afastamento do trabalho no Brasil, saindo na frente das fraturas de punho e mão, pernas e tornozelo de antebraço. Segundo afirmação da médica Lúcia Castro, especialista na área, as dores nas costas vêm aumentando a cada ano que passa. Ela diz que, atualmente, existem pacientes com dores na lombar e na cervical.

A especialista afirma que a lombar é a principal responsável pelas mudanças de hábitos de vida do trabalhador, como a má postura, a falta de exercícios, entre outras razões. Com o aumento dos afastamentos, aumentam também as perdas econômicas.

Em 2017, por exemplo, foram registrados 12.073 casos de dorsalgia, as famosas dores nas costas. Desse resultado, 6,13% acabaram gerando o afastamento do trabalhador.

De acordo com o levantamento, as atividades que exigem movimentações manuais como, por exemplo, as de carga, estão classificadas como as que mais oferecem riscos. Em seguida está a em que o funcionário fica mais tempo sentado na mesma posição.

Para reduzir os riscos de dores nas costas, diz Lúcia Castro, o local de trabalho deve transmitir segurança, conforto e principalmente ser saudável. Os empregados precisam adotar uma postura correta ao se posicionar e buscar pausar um pouco suas atividades para o descanso e exercícios de alongamento durante e após o trabalho.

Dentre as diversas causas de dores nas costas, o uso do celular pode estar entre as principais, isso acontece por conta da má postura adotada pelo trabalhador.

Ao sentir dores pelo corpo, e principalmente nas costas, as pessoas colocam a culpa na correria do dia a dia. Mal sabem, porém, que o problema pode estar relacionado com seu próprio colchão.

Como todo mundo sabe, o sono é sinônimo de qualidade de vida. Por isso, é importante conhecer os riscos que um colchão ruim pode causar à saúde, e não podem ser simplesmente ignorados.

Segundo a médica, o uso de colchões inadequados pode impactar na qualidade do sono e, com isso, gerar sérios problemas de saúde, principalmente na coluna. Portanto, não há por que responsabilizar apenas a postura no local de trabalho, ou mesmo o uso de celular, pelas dores.

Veja a abaixo alguns problemas causados por colhões ruins:

Grave problema com a coluna;
Fortes dores no corpo;
Insônia;
Problemas cardiovasculares;
Ansiedade;
Redução do sistema imunológico.

Vale lembrar que todo colchão tem prazo de validade, e por conta do seu uso frequente vem o desgaste. Nesse caso, o ideal é trocar por um novo e de acordo com a sua necessidade. Não é aconselhável, pelos especialistas, usar um colchão que já tenha sido de outra pessoa, pois pode causar sérias complicações, como desvio na coluna e até mesmo problemas nas articulações, conlui Lúcia Castro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente