Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Curiosidades

Estudo sugere que ‘pedra’ Oumuamua é uma nave de ETs

Bartô Granja, Edição

Há uma nova polêmica no ar. Mais precisamente, provocada por um fenômeno bem lá do alto. Sugere que o Oumuamua, uma ‘pedra’ espacial misteriosa de mais de 400 metros de comprimento que apareceu no Sistema Solar em outubro de 2017, é uma nave de extraterrestres. É o que sustenta um estudo publicado na revista científica Astrophysical Journal Letters.

Quem assina a teoria são os cientistas Avi Loeb, da Universidade de Harvard, e Thiem Hoang, do Instituto Coreano de Astronomia e Ciência Espacial. Os pesquisadores responderam a um artigo recente de uma dupla de astrofísicos —Darryl Seligman, da Universidade de Chicago, e Gregory Laughlin, professor da Universidade de Yale— que consideram o Oumuamua um “iceberg interestelar”, ou um cometa feito de hidrogênio molecular.

Este hidrogênio estaria movimentando a tal rocha espacial, processo que é impossível ver aqui da Terra. Para contestar esse argumento, Loeb e Hoang indicaram dois problemas. O primeiro deles remete ao processo de formação dos cometas, que ocorre a partir de grãos gelados de poeira que se aglomeram e colidem uns nos outros, e assim vão atraindo mais e mais aglomerados de poeira. Ou seja, mesmo nas partes mais frias do espaço, a luz das estrelas aqueceria os pequenos pedaços ou grãos de hidrogênio sólidos antes que eles pudessem se aglomerar e formar o tal iceberg interestelar ou cometa de hidrogênio.

O segundo indica que uma viagem de centenas de milhões de anos até uma nuvem molecular gigante —região onde o iceberg de hidrogênio teria se formado— é muito longa. No seu artigo, Loeb e Hoang dizem que o objeto não sobreviveria à jornada até nosso sistema e, caso tivesse gelo em sua composição, seria despedaçado ou derretido antes de chegar aqui. E o Oumuamua continua a entrar e sair do sistema solar, enquanto outros cumprem sua trajetória ao redor do Sol, o que faz de sua existência ainda mais intrigante.

Quando o Oumuamua apareceu, com seu formato longo e fino —algo próximo de um charuto— e caindo de ponta a ponta, observações detalhadas mostraram que ele parecia estar acelerando, como se estivesse sendo empurrado. Desde o início, Avi Loeb propôs que o objeto é impulsionado por uma máquina alienígena, que acelera conforme é empurrada pela radiação solar. A dúvida é se algum dia vai haver uma explicação definitiva.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente